14 de janeiro de 2013 - 08:12

Justiça da Califórnia condena menino por ter matado pai aos dez anos

Um americano de 12 anos foi condenado nesta segunda-feira, pela Justiça do Estado da Califórnia, por ter atirado e matado o pai, Jeff Hall, 32, neonazista. Para o juiz Jean Leonard, o garoto sabia que o que estava fazendo era errado, embora tenha agido sob influência dos abusos que sofria por parte do pai,

A sentença deverá ser divulgada no próximo dia 15 de fevereiro. O garoto pode ser obrigado a permanecer na prisão até completar 23 anos.

O crime aconteceu em maio de 2011. Na sentença, o juiz afirma que o menino se deitou, esperou pelo momento certo e atirou contra o pai enquanto ele dormia, no sofá da sala. A madrasta do menino disse aos jurados que o menino havia levado uma bronca e sido agredido e reprimido por ter irritado o pai pouco antes do crime.

O pai e a mãe biológica do garoto, ao se divorciarem, disputaram a guarda dele e trocaram acusações de abuso.

O advogado do menino, Matthew Hardy, alegou que, por causa dos abusos, ele achava que era aceitável matar pessoas consideradas ameaçadoras. Foi o próprio pai, ainda segundo o advogado, que mostrou ao garoto como mexer em armas.

Os procuradores afirmam que o menino deve ser encaminhado para custódia, o que faria dele a pessoa mais jovem do sistema penitenciário da Califórnia.

 

 

Folha de S. Paulo

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br