28 de agosto de 2012 - 10:19

Jogos Paralímpicos reúnem 4,2 mil atletas em Londres nesta quarta-feira

(Medalhas dos Jogos de Londres 2012 / Foto: COI)

Na próxima quarta-feira (29.08), os olhos do mundo estarão voltados para a maior competição multiesportiva – os Jogos Paralímpicos de Londres – destinada a atletas de alto rendimento com deficiência física. A competição reunirá 4,2 mil atletas de 165 países, que disputarão medalhas em 20 modalidades. A cerimônia de abertura contará com a presença da maior vencedora na história das Paralimpíadas, a velocista Ádria Santos, e do tubarão das piscinas, o nadador Clodoaldo Silva, que conduzirão a tocha paralímpica.
Dos 182 atletas que compõem a delegação brasileira, 156 são beneficiados pelo Programa Bolsa-Atleta do Ministério do Esporte. Eles competirão em 18 modalidades. A novidade este ano, na equipe, é o crescimento da participação feminina, ou seja, 67 mulheres (36%), um aumento de 7,6% em relação aos Jogos de Pequim, em 2008. Ainda fazem parte da delegação brasileira 16 acompanhantes de atletas (conhecidos como atletas-guia, calheiros ou timoneiros), quatro tratadores de cavalos, 31 profissionais da área de saúde e 86 oficiais técnicos e administrativos.
Nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Pequim foram quebrados 244 recordes mundiais, acompanhados por mais de 3,8 bilhões de espectadores no mundo inteiro e mais de 3,44 milhões de torcedores, que lotaram as arenas de competição. A expectativa é que os números sejam ainda maiores em Londres, já que foram vendidos mais de dois milhões de ingressos, esgotando as entradas para alguns eventos e modalidades, como atletismo e natação.
O sucesso nacional em Paralimpíadas se deve ao planejamento e investimento do governo federal no desenvolvimento do paradesporto no Brasil nos últimos anos. Com metas e ações previstas até 2016, um plano detalhado e minucioso começou a se concretizar em 2011, com o repasse de R$ 19,2 milhões pelo Ministério do Esporte, por meio do Siconv, destinados à preparação dos atletas e das seleções de natação, atletismo, tiro esportivo, goalball, futebol de 5, judô e hipismo, para as competições realizadas no Brasil e no exterior, como também para intercâmbio, aquisição de materiais e equipamentos.
Segundo informações do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), os investimentos no esporte paralímpico dobraram no ciclo Londres em relação a Pequim, saltando de aproximadamente R$ 77 milhões para cerca de R$ 165 milhões, isso graças à parceria fundamental com o governo federal  por meio do Ministério do Esporte, Infraero, e ainda do governo de São Paulo e da prefeitura do Rio de Janeiro.
Com muitos atletas com garantia de subir ao pódio, a meta do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) é garantir o sétimo lugar no quadro geral de medalhas, nos Jogos Paralímpicos de Londres 2012, e o quinto lugar nas Olimpíadas Rio 2016.
Ascom – Ministério do Esporte

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br