15 de agosto de 2012 - 05:25

ONU acusa regime e oposição por crimes contra humanidade na Síria

Um grupo de especialistas da ONU (Organização das Nações Unidas) acusou nesta quarta-feira de crimes contra a humanidade o ditador da Síria, Bashar Assad, e as milícias aliadas ao regime pelo massacre de Houla, em que 108 civis morreram, em 25 de maio. A informação foi antecipada pela Folhanesta quarta.

Os analistas, que pertencem aos 47 países integrantes do Conselho de Direitos Humanos, culparam o governo e os grupos paramilitares, conhecidos como “shabbiha”, pela ação.

O relatório mostra que, além dos homicídios, as forças do regime são acusadas de tortura, estupro e ataques indiscriminados com envolvimento do alto escalão do governo e dos militares. Aos opositores também são imputados os mesmos crimes, mas “em menor frequência e escala”.

Para realizar o informe, foram feitas mais de mil entrevistas e trabalho de campo entre 15 de fevereiro e 20 de julho. As informações serão apresentadas em 17 de setembro ao Conselho de Direitos Humanos.

RELATOR

Em entrevista à Folha, o presidente do grupo, o brasileiro Paulo Sérgio Pinheiro, disse que a organização está preocupada com o aumento das violações dos dois lados do conflito.

“Estamos preocupados com a intensificação das violações de direitos humanos cometidas por grupos armados. Eles não têm poder [legal] para executar pessoas”, observa o brasileiro Paulo Sérgio Pinheiro, que preside o grupo.

Segundo ele, os rebeldes estão com muito mais acesso a informação e a armas. Pinheiro, contudo, observa que o relatório não compara o grau de violência usado pelos opositores e pelo regime –apenas identifica a mudança na “natureza do conflito” desde o último levantamento, do início do ano.

Para a comissão, o regime de Bashar Assad também extrapola as regras internacionais que balizam uma guerra civil, como a do país.

“Ainda que as Convenções de Genebra ofereçam legalidade ao governo para fazer algumas ações de guerra, como atacar legitimamente os grupos armados, elas não autorizam bombardear a população civil diretamente. É o que tem acontecido”, diz Pinheiro.

 

 

Folha de S. Paulo

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br