14 de agosto de 2012 - 09:36

Oposição síria propõe acordo de “cessar-fogo temporário” ao regime

O CCN (Conselho de Coordenação Nacional), um dos grupo de oposição interna na Síria, emitiu nesta terça-feira um plano de “cessar-fogo temporário” entre rebeldes e governo para reduzir a violência no país árabe e facilitar as condições para uma possível transição à democracia.

Segundo o documento, que a Agência Efe teve acesso, o CCN pede que os grupos armados, tantos os do regime como os da oposição, busquem um “cessar-fogo temporário o mais rápido possível, de preferência, antes do início do Eid ul-Fitr” – a celebração que marca o fim do jejum do Ramadã, prevista para este fim de semana.

A iniciativa propõe também que ambos os grupos libertem seus prisioneiros, reféns e sequestrados logo na primeira semana de trégua, além do comprometimento de não capturar mais pessoas. A violação dessas metas seria considerada como uma ofensa criminosa.

Neste documento, o grupo opositor também defende o livre acesso das organizações humanitárias em missões de ajuda alimentícia e médica, assim como uma facilitação no tratamento dos feridos nos hospitais públicos e privados, que estão sob os cuidados da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho.

De acordo com o CCN, se esses três pontos citados forem cumpridos, a Síria terá um ambiente propício para conseguir uma solução política para o conflito, iniciado em março de 2011.

DIÁLOGO

Na sequência, após essa primeira fase, um diálogo político deverá ser instaurado para reunir os membros da oposição e uma delegação do regime que tenha plena autoridade de negociar e que esteja formada por personalidades que não tenham cometido crimes de sangue.

Segundo o relatório, este período de transição deverá se estender por um ano e seguir com o objetivo de preparar o país para um sistema democrático, parlamentar e plural.

O CCN sugere que as Nações Unidas supervisionem a aplicação desta iniciativa, similar ao plano de seis pontos do antigo mediador internacional Kofi Annan, que só poderá ser iniciada se as partes envolvidas aceitarem as mudanças necessárias e reconhecerem o poder da missão da ONU na Síria.

 

 

Folha de S. Paulo

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br