7 de agosto de 2012 - 09:09

Projetos e políticas públicas para a cultura da Paraíba são tema central de seminário

Artistas, gestores, articuladores e produtores culturais debateram, na tarde de segunda-feira (6), no Teatro Santa Roza, em João Pessoa, sobre o processo de implementação do Plano Estadual de Cultura da Paraíba. O I Seminário Estadual de Planejamento da Cultura: Organização e Organicidade para o Desenvolvimento Cultural contou com a participação do diretor da Secretaria de Políticas Culturais do Ministério da Cultura, Américo Córdula, e do chefe da Regional Nordeste do MinC, Fábio Lima, que tiraram dúvidas sobre o Plano e Sistema Nacionais de Cultura. O evento ainda reuniu cerca de 300 pessoas das doze regionais de cultura.

“Passamos o dia na Paraíba criando essa relação do Governo Federal com Governo Estadual, dando oportunidade à sociedade civil de se manifestar em relação ao Plano Estadual de Cultura da Paraíba, que está num processo de escuta em todas as regiões do Estado. Acho que a Secretaria de Cultura, que está com um ano e meio de existência, vem cumprindo esse papel de formulação das políticas”, avaliou o representante do MinC, Américo Córdula.

Na ocasião, técnicos do MinC e Secretaria de Estado da Cultura da Paraíba (Secult) apresentaram os resultados da primeira fase do processo de implementação do Plano Estadual de Cultura da Paraíba. Essa etapa foi dedicada à sensibilização de gestores e mobilizadores culturais e à criação de instâncias de acompanhamento da implementação do Plano no Estado. Durante 45 dias, a equipe percorreu um total de 4.278 quilômetros para realização encontros com representantes das cidades que compõem as doze Regionais de Cultura do Estado.

A equipe repassou, ainda, a metodologia para execução da segunda fase, que começa no próximo dia 21 pela 1ª Regional de Cultura, em Marcação, pela manhã; e Mataraca, à tarde. Essa próxima etapa será dedicada à realização do diagnóstico do setor cultural em cada uma das cidades paraibanas.

Projetos – Ainda na segunda-feira (6), no Palácio da Redenção, os representantes do MinC puderam ver a exposição de um portfólio com os principais projetos para a cultura do Estado, apresentado por gestores da Secult, Fundação Espaço Cultural (Funesc), Fundação Ernani Satyro (Funes), Casa de José Américo e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico da Paraíba (Iphaep).

Projetos apresentados para o MinC

– Programa de Inclusão através da Música e das Artes (Prima), lançado no dia 30 de julho pelo Governo da Paraíba, que pretende implantar dez polos pelo Estado para inclusão social e educação para a cidadania, por meio do ensino das artes, música orquestral, bandas e corais.

– Censo Cultural da Paraíba, que tem o objetivo de realizar um mapeamento de entidades, espaços e manifestações culturais em todo território paraibano.

– Centro de Referência e de Fomento das Culturas Populares e Tradicionais da Paraíba, que serão espaços localizados em João Pessoa e mais cinco cidades paraibanas para promoção, apoio, produção, difusão, transmissão e circulação das expressões artísticas, culturais populares e tradicionais do Estado.

– Formação e Capacitação de Gestores Culturais da Paraíba;

– Identidades paraibanas, com realização de seminários para promover a reconstituição do processo de formação da cultura nordestina para ampliar a compreensão da própria identidade paraibana.

– Sistema Estadual de Cultura, que tem o objetivo de promover a formação de gestores culturais, vereadores, integrantes de fóruns regionais de cultura e fazedores de cultura para o processo de implantação do Sistema Nacional de Cultura e do Plano Estadual de Cultura.

– Capacitação em Dança para suprir as necessidades pedagógicas dos profissionais que ensinam dança na Paraíba.

– Curtos-Circuitos: projeto que levará uma exposição de arte e seminários para escolas estaduais sobre história da arte paraibana para seis cidades diferentes a cada semestre.

– Projeto Circo Lá: através de um equipamento móvel (lona de circo), pretende difundir o circo e o teatro pelo interior do Estado, bem como aproximar a comunidade dessas expressões.

– Fogueiras da Cultura, que tem como objetivo a realização de circuito intercultural, com shows gratuitos de artistas de expressão da música popular paraibana pelas cidades do interior da Paraíba.

– Curtas PB na Tela, para promover o acesso do público às produções de audiovisual da Paraíba, com circulação pelo Estado.

– Encontro Estadual de Bibliotecas.

– Gincana Cultural nas escolas na “Semana Cultural José Lins do Rego”.

– Cultura de Acesso para inclusão e formação social dos artistas de comunidades através de oficinas, espetáculos e atividades pedagógicas gratuitas no Teatro de Arena do Espaço Cultural.

– Capacitação de Profissionais para Bibliotecas Públicas;

– Formação de Cadeia Produtiva para o Teatro, para capacitação em produção teatral, iluminação cênica, cenografia, figurino e música para a cena;

– Oficinas de capacitação e fomento do teatro e dança na Mostra Estadual de Teatro e Dança;

– Difusão das atividades do Coral da Fundação Ernani Satyro;

– Realização da Semana de Cultura e Arte da Funes, para fortalecimento da produção artística e cultural no sertão paraibano.

– Acervo de Literatura de Cordel “Leandro Gomes de Barros”: formação de um acervo especializado em literatura de cordel e obras afins na Biblioteca Durmeval Trigueiro Mendes.

– Gestão Documental: “Por uma Política Estadual de Arquivos Públicos”, para realizar estudos e estimular espaços de discussão sobre criação do Arquivo Público e do Sistema Estadual de Arquivos.

– Acesso Cidadão ao lazer, esporte, arte e cultura, para privilegiar pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida no acesso ao Museu da Fundação Casa de José Américo.

 

 

Secom/PB

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br