27 de julho de 2012 - 09:25

Londres abre 30ª edição dos Jogos Olímpicos da era moderna

(Abertura dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 / Foto: Site Oficial do Evento)

Nesta sexta-feira (27), Londres inaugurou a sua Olimpíada com uma linda festa, com direito a desfile de ícones pop e a rainha fazendo humor. Uma celebração mais humana e temperada com uma longa série de referências locais inconfundíveis, de Paul McCartney à revolução industrial, de Mr. Bean a Shakespeare, com a cara britânica e o aval in loco da Rainha Elizabeth, a 30ª edição do evento que congrega o planeta foi oficialmente aberta.

A celebração no novo estádio Olímpico da cidade, localizado no antigo bairro pobre de Stratfort, contou com uma intervenção impagável da monarca britânica. Em um esquete filmado que contou com a participação de James Bond, na pele do ator Daniel Craig, a Rainha Elizabeth saiu de seu palácio de helicóptero e chegou à arena de paraquedas. Depois a cara da realeza local deu as caras para de verdade para continuar o cerimonial.

(Rainha Elizabeth / Foto: Site Oficial do Evento)

Com a capitania presencial do beatle Paul McCartney, os anfitriões da Olimpíada de 2012 ainda mostraram ao mundo por que são fundamentais na história da cultura pop mundial, com o melhor do rock’n’roll da história, referências cinematográficas e uma vasta lista de clássicos da literatura infantil. O primeiro ato da cerimônia assinada pelo diretor de cinema Danny Boyle apresentou uma impressionante e quase real transfiguração de uma Grã-Bretanha rural, com ovelhas e patos, até a nação que liderou a revolução industrial, com suas torres gigantes de fumaça.
Com pouco mais de 3 horas de duração, apesar de alguns momentos arrastados, a festa cumpriu a missão previamente anunciada pelo diretor dos filmes “Trainspotting” e “Quem Quer Ser Um Milionário?”. Se não dava para superar a magnitude da cerimônia anterior em Pequim, o objetivo de Londres era mostrar ao mundo uma cara única. Boyle abusou do elenco numeroso e colocou até animais em cena.

A festa

Uma contagem regressiva, ao som de The Who, abriu, de fato, a festa, intitulada “Isles of Wonder” (“Ilhas da Maravilha”). Os telões mostraram um clipe, com um voo sobre a Inglaterra, permeado por “God Save The Queen” e “London Calling”, sucessos de Sex Pistols e The Clash, respectivamente, até o Estádio Olímpico.

O público viu, então, uma encenação estendida em referência ao Reino Unido rural, que contou com a reprodução de uma fazenda praticamente de verdade, com direito a 40 ovelhas, 12 cavalos, dois bodes, dez galinhas, dez patos e três cachorros em cena.

Em seguida, foi a vez de uma passagem obrigatória pelo capítulo industrial dos britânicos, através de uma fantástica transfiguração de cenário. Imensas torres de fábricas foram erguidas sobre o cenário anterior de fazenda. Um enorme anel olímpico foi forjado no solo e alçado, se encontrando no céu com os outros quatro e culminando com uma cascata de fogos.

Um clipe mostrou o ator Daniel Craig, encarnando o seu famoso pelo papel de “James Bond”, se encontrando com a Rainha Elizabeth no Palácio de Buckingham. Eles embarcaram em um helicóptero e foram em direção ao Estádio. Foi a vez de uma das mais bem humoradas cenas da abertura, com o agente e a “rainha” saltando de paraquedas sobre o gramado.

As câmeras, então, focaram nas tribunas, e a Rainha apareceu entrou pela primeira vez no estádio acompanhada do marido, o Duque de Edimburgo, e do presidente do COI, Jacques Rogge. Enquanto Elizabeth era ovacionada, a bandeira dos anfitriões era erguida, as arquibancadas produziram um belo mosaico eletrônico com as cores britânicas.

Depois das obrigações históricas, chegou enfim a hora de os donos dos Jogos de 2012 desfilarem a abundância de referências pop que todo o planeta conhece, em um repertório que foi de Harry Potter a Mr. Bean, passando obrigatoriamente pela música. Neste trecho, infiltrado na Orquestra Filarmônica de Londres, o humorista Rowan Atkinson deu o tom cômico da noite, tocando piano na execução do tema de “Carruagens de Fogo”. O entediado Mr. Bean até se imaginou no meio da cena clássica do aclamado filme.

A principal referência cultural que liga os britânicos ao esporte deu lugar a uma história moderna de amor. A perda de um celular virou motivo para que um resumo da música britânica dos últimos 50 anos tomasse conta do Estádio.

Um dos momentos mais aguardados de toda cerimônia de abertura olímpica foi o desfile das nações, tradicionalmente inaugurado pela delegação da Grécia, para honrar a origem dos Jogos. Os EUA foram ovacionados, e o Brasil, capitaneado pelo porta-bandeira Rodrigo Pessoa, dividiu com outros países, como Alemanha, China, França e Holanda, a preferência do público. A Jamaica, do velocista Usain Bolt, e outras nações com delegações nanicas também receberam aplausos da torcida. Já a Coreia do Norte, após a gafe que quase causou um incidente diplomático na estreia do futebol feminino, desfilou com uma enorme bandeira.

O desfile dos anfitriões fechou a longa parada das nações, para delírio do público no estádio Olímpico, com direito a chuva de papeis picados e o clássico “Heroes”, de David Bowie. Diante de todos os atletas, o grupo Arctic Monkey apresentou o seu sucesso “I Bet You Look Good On The Dance Floor”, e o hit “Come Together”, dos Beatles.

A música deu lugar ao protocolo. O presidente do Comitê Organizador, Sebastian Coe, e o presidente do COI (Comitê Olímpico Internacional), fizeam um discurso exaltando o evento. A Rainha Elizabeth, então, declarou os Jogos oficialmente abertos. Mas, a cerimônia ainda não tinha chegado ao fim.

A bandeira olímpica entrou no Estádio. A brasileira Marina Silva, candidata à presidência em 2010, foi uma das responsáveis por levar o símbolo. Após o juramento dos atletas, o protocolo continuou com o esperado acendimento da pira olímpica. Nenhum atleta famoso: uma nova geração de atletas britânicos foi responsável pelo feito.

(Pira Olímpica dos Jogos de Londres 2012 / Foto: Site Oficial do Evento)

Um show pirotécnico deu à feição de grand finale da cerimônia. Na TV, imagem dos cinco anéis olímpicos erguidos por quatro balões na estratosfera. O fim? Ainda não. faltava uma atração de peso para inaugurar a terceira Olimpíada londrina na história. Era o esperado momento para a realeza da música pop local emocionar o estádio. O beatle Paul McCartney assumiu o desfecho de gala do evento com duas músicas. Na última delas, um coro de embalou o famoso “na na na na” da música “Hey Jude”. Final apoteótico da cerimônia, início da expectativa para os Jogos.

 

 

UOL

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br