21 de julho de 2012 - 10:11

Novas notas de R$ 10 e R$ 20 começam a circular

Novas notas de R$ 10 e R$ 20 começaram a circular na segunda-feira (23), quando serão lançadas oficialmente pelo Banco Central (BC). As novas cédulas terão as mesmas cores das antigas e os mesmos animais. O desenho da nota está mais limpo, e a efígie da República, mantida.

Em dezembro de 2010, o Banco Central já havia lançado novas cédulas de R$ 50 e R$ 100. Os novos modelos de notas para R$ 5 e R$ 2 começaram a circular somente em 2013. As novascédulas do Real possuem tamanhos diferentes entre si, sendo a menor de R$ 2 e a maior, de R$ 100. A diferença no tamanho vai beneficiar deficientes visuais no reconhecimento da nota e inibir a tentativa de falsificação.

Os modelos antigos de nota continuarão valendo do mesmo jeito e serão substituídos aos poucos, à medida que ficarem velhos. As novas notas poderão ser sacadas nos bancos, e não há necessidade de trocas as cédulas antigas por novas. Os dois modelos vão valer ao mesmo tempo.

Não é a primeira vez que se usa tamanho diferenciado para cédulas no Brasil. A primeira versão de notas do Cruzeiro tinha seis dimensões diferentes. Essa série, lançada em 1970, permaneceu em circulação por mais de 16 anos.

 

Segurança

As cédulas do Real vão sofrer mudanças, para que ganhem novos recursos gráficos e elementos anti-falsificação mais modernos, possíveis pelo avanço das tecnologias digitais nos últimos anos. Os desenhos são mais complexos e com maior precisão e a impressão com maior qualidade, o que dificulta a falsificação.

Elementos de segurança já presentes na primeira série das notas foram mantidos e outros foram incluídos em todas as cédulas da segunda família. Se a cédula for segurada contra a luz, olhando pela frente da nota, a que contém a efígie, será possível ver, na área clara, o animal que representa cada valor, em marca d’água.

Com a frente da nota na altura dos olhos, na posição horizontal, será possível ver, dentro do retângulo do lado direito da nota, o número que indica o seu valor. O mecanismo do número escondido também se repete no verso da nota (lado em que fica o animal), na parte direita da cédula.

Sob a luz ultravioleta, será possível ver alguns elementos fluorescentes, como o valor da nota e pequenos fios na textura da cédula ficam roxos. Na faixa holográfica, que fica na parte da frente da nota, do lado esquerdo, ao movimentar a cédula, é possível ver o valor e o animal que representa o valor.

Pelo tato, é possível sentir relevo em algumas áreas da nota, como nas legendas República Federativa do Brasil e Banco Central do Brasil, nos números com o valor da nota e nas laterais da frente da cédula. Ao colocar a nota contra a luz, é possível ver, próximo ao centro da cédula, o fio de segurança, no qual está escrito o valor da nota.

Teste aqui os itens de segurança da segunda família de notas do Real

Depois de conferir os itens de segurança, se ainda persistir suspeita de a nota ser falsa, é importante não aceitá-la. Caso você tenha recebido, sem perceber, uma nota suspeita, não a passe para alguém e a entregue a um banco ou ao Banco Central, que tem sedes em Porto Alegre, Curitiba, Belém, Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

 

 

Agência Brasil

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br