18 de julho de 2012 - 10:08

Sobe para seis número de mortos em atentado na Bulgária

Sobe para seis o número de mortos em um atentado contra uma excursão de israelenses na cidade de Burgas, na Bulgária, nesta quarta-feira. Outras 32 pessoas ficaram feridas na ação, que o premiê Binyamin Netanyahu acusa de ter sido orquestrada pelo governo iraniano.

Segundo o ministro de Relações Exteriores de Israel, Avigdor Lieberman, a explosão foi causada por uma bomba colocada no veículo. O chanceler afirma que as informações foram reveladas por seu par búlgaro. Ele também disse que foram registrados sete óbitos, apesar de o país europeu ter confirmado apenas seis.

Efe
Ônibus que explodiu no estacionamento do aeroporto de Burgas, na Bulgária, matando três turistas israelenses
Ônibus que explodiu no estacionamento do aeroporto de Burgas, na Bulgária, matando três turistas israelenses

O ônibus levava 47 turistas que vieram em um voo procedente de Israel e explodiu às 17h30 locais (11h30 em Brasília) pouco depois de sair do estacionamento do aeroporto de Burgas, localidade no mar Negro popular entre israelenses. A detonação da bomba incendiou o veículo e dois carros estacionados no local.

Os turistas se dirigiam ao resort Costa del Oro, a 40 km de Burgas. Pouco depois da explosão, o ministro do Interior confirmou a ação terrorista e as autoridades ordenaram o fechamento do aeroporto. A mídia local afirma que a bomba foi jogada dentro do ônibus por um homem não identificado.

Os dois países mantêm excelentes relações. Durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), a Bulgária foi o único país aliado da Alemanha a ter salvado judeus dos campos de concentração nazistas, o que é lembrado regularmente durante contatos bilaterais com Israel.

REAÇÕES

Pouco depois da ação, o primeiro-ministro israelense Binyamin Netanyahu culpou o Irã pelo atentado desta quarta e disse que Israel irá reagir.

“Todos os sinais indicam o Irã. Nos últimos meses vimos tentativas iranianas de atacar israelenses na Tailândia, Índia, Geórgia, Quênia, em Chipre e em outros lugares”, disse Netanyahu em um comunicado. “Este é um ataque terrorista do Irã e Israel irá reagir fortemente”, disse ele.

France Presse
Fumaça sobre o aeroporto de Bourgas, na Bulgária, onde três israelenses foram mortos e outros vinte feridos
Fumaça sobre o aeroporto de Bourgas, na Bulgária, onde três israelenses foram mortos e outros vinte feridos

O ministro da Defesa, Ehud Barak, disse que Israel continuará a combater o terrorismo global e prometeu trabalhar para capturar os culpados dos atentados no aeroporto de Burgas, na Bulgária, em que morreram ao menos cinco israelenses e dezenas ficaram feridos.

“Foi um ataque muito grave. Há tempos monitoramos a intenção de organizações terroristas, como o Hizbollah, o Hamas e a Jihad Islâmica, de praticar atentados pelo mundo”, disse o ministro em comunicado.

“Travamos uma grande batalha contra eles, que teve muitos êxitos, mas também tem seus dias ruins. Hoje é um desses dias”, disse Barak antes de expressar sua solidariedade às famílias dos mortos e feridos.

O ministro também pediu aos israelenses que sigam em frente e não deixem de viajar ao redor do mundo.”Continuaremos viajando e seguiremos levando uma vida normal apesar da dor”.

 

 

Folha de S. Paulo

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br