16 de julho de 2012 - 08:40

Coreia do Norte anuncia nome de novo chefe das Forças Armadas

A Coreia do Norte anunciou nesta segunda-feira Hyon Yong-chol como o novo chefe das Forças Armadas, informou a agência de notícias estatal KCNA. Ele substitui Ri Yong-ho, que anunciou hoje sua renúncia devido a uma doença, ainda não revelada.

A decisão foi anunciada em um comunicado da Comissão Militar do Partido dos Trabalhadores da Coreia do Norte e da Comissão de Defesa Nacional do país asiático.

Hyon Yong-chol substitui Ri Yong-ho, que chefiou o Exército desde 2009 e é apontado como um dos principais responsáveis pela transição de poder para o atual dirigente Kim Jong-un após a morte do pai do ditador, Kim Jong-il, em dezembro de 2011.

O comunicado sobre o afastamento foi feito pela agência de notícias estatal norte-coreana (KCNA), sem informações sobre quem será o novo chefe operacional das Forças Armadas do país.

O Exército da Coreia do Norte conta com aproximadamente 1,1 milhão de soldados e é o principal aliado da dinastia Kim, que governa o país desde 1948.

ESPECULAÇÕES

A Coreia do Sul, que duvida da “doença” como causa do afastamento, não pôde confirmar a veracidade da informação, o que despertou especulações no país.

Uma porta-voz do Ministério da Unificação em Seul indicou que, “a julgar pela história recente da Coreia do Norte, é muito incomum a destituição isolada de um funcionário que ocupa um cargo tão alto”. “Estamos observando muito de perto a situação e estreitaremos nossa vigilância” sobre a Coreia do Norte, disse a porta-voz.

Analistas sul-coreanos dizem que a cassação de Ri ocultaria motivos políticos –por exemplo, uma luta de poder no regime– ou estaria relacionada ao controle que o líder norte-coreano, Kim Jong, também líder supremo das Forças Armadas, tenta exercer sobre o exército.

CARREIRA

Ri Yong-ho, nascido em 1942, também ocupava os cargos de membro da liderança do Bureau Político e da Comissão Central do Partido dos Trabalhadores, e o de vice-presidente da Comissão Militar do partido único norte-coreano. Ri foi nomeado chefe do Exército Popular do país em fevereiro de 2009.

Descrito pela imprensa norte-coreana como um profundo conhecedor de táticas de artilharia, Ri consolidou seu peso no regime em 2010, quando fez numerosas aparições públicas em diversos eventos, nos quais foi orador.

Entre outros, foi responsável pelo discurso de abertura durante o desfile do Exército, realizado em outubro de 2010 para comemorar o 65° aniversário do Partido dos Trabalhadores.

Recentemente, Ri Yong-ho ocupou um lugar de destaque na organização das celebrações do centenário de nascimento do fundador do país, Kim Il-sung. No dia 15 de abril, ele foi visto junto ao novo líder norte-coreano, Kim Jong-un.

Sete meses depois da morte de Kim Jong-il, a destituição do chefe do Exército levanta novas dúvidas sobre a estabilidade de um regime baseado nas Forças Armadas e aparentemente sólido, mas com uma economia em ruínas e uma deteriorada política externa.

 

 

Folha de S. Paulo

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br