10 de julho de 2012 - 08:25

Plano de paz na Síria focará em áreas mais violentas, diz Annan

O enviado especial da ONU para a Síria, Kofi Annan, afirmou nesta terça-feira que o ditador Bashar Assad concordou com o plano de paz da organização que foca em acalmar as áreas mais violentas, para depois expandir o cessar-fogo ao resto do país.

Em visita a Teerã, no Irã, Annan disse que o plano ainda precisa ser apresentado para a oposição síria. A proposta de focar nas áreas mais violentas veio do próprio Assad, durante conversa entre os dois na segunda-feira, em Damasco.

“[Assad] sugeriu construir uma estratégia focada em alguns distritos onde nós temos extrema violência e tentar conter a violência nestes distritos, passo a passo, para depois acabar com a violência no país”, disse Annan a repórteres em Teerã, primeiro destino de sua viagem pelos aliados do regime sírio.

No último fim de semana, Annan conseguiu a aprovação das potências a uma proposta de paz que envolve um diálogo nacional e a formação de um governo de transição. Assad disse aceitar o plano, mas a oposição rejeita qualquer governo no qual ele esteja presente.

Apesar dos esforços de Annan, analistas duvidam que o novo plano de paz surta efeito. Desde 13 de abril, está em vigor um cessar-fogo implementado pelo enviado especial, mas os confrontos e mortes não pararam.

Uma missão de monitores da ONU que supervisionava a trégua foi suspensa em junho devido à escalada da violência no país.

Assad conta com o apoio de Rússia e China, que têm poder de veto no Conselho de Segurança da ONU e derrubaram todas as tentativas patrocinadas pelos EUA de aplicar sanções mais duras ao regime.

Segundo a ONU, mais de 10 mil pessoas morreram nos confrontos no país. A oposição eleva este número a mais de 17 mil.

 

 

Folha de S. Paulo

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br