7 de julho de 2012 - 12:33

Ronaldo Cunha Lima morre aos 76 anos na Paraíba

 

Ronaldo Cunha Lima morreu aos 76 anos, neste sábado (7), em sua casa na Paraíba. O ex-governador lutava contra um câncer no pulmão desde 2011. Desde a quinta à noite ele estava sob efeitos de sedativos e a família já dizia que a situação era irreversível.

O corpo de Ronaldo será velado em João Pessoa no Palácio da Redenção e no fim da tarde segue para Campina Grande, onde será velado também no Parque do Povo. O enterro está marcado para acontecer neste domingo (11) às 11h no Monte Santo.

O poeta e político Ronaldo Cunha Lima nasceu na cidade de Guarabira, em 18 de março de 1936, mas ainda jovem mudou-se com a família para Campina Grande. Com a morte do pai, Demóstenes, para ajudar a mãe, dona Nenzinha, no sustento da casa e para custear os estudos, vendeu jornais, foi garçom e trabalhou em cartório.

Ronaldo formou-se em Ciências Jurídicas pela Faculdade de Direito da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), mas desde cedo a vocação para a política passou a marcar sua trajetória. Fez parte do Centro Estudantil Campinense, um verdadeiro celeiro de líderes políticos, sendo, inclusive, vice-presidente da entidade.

Disputou sua primeira eleição em 1959, com 23 anos, elegendo-se vereador pelo PTB, com 952 votos. Três anos depois (1962), foi eleito deputado estadual, somando 3.796 sufrágios, dos quais 2.057 oriundos das urnas de Campina Grande. Em 1968, aos 32 anos, chegaria à Prefeitura de Campina Grande.

Em 1990, na primeira eleição direta para governador, a ser decidida no segundo turno, Ronaldo derrotou o ex-governador Wilson Braga (PDT), que venceu o primeiro turno, com 498.763 votos, contra 462.562 do peemedebista. No segundo turno, Cunha Lima reverteu a vantagem de Wilson Braga, vencendo com ampla vantagem: 704.375 sufrágios a 571.802 (diferença de mais de 132 mil votos). No balanço entre as duas principais cidades do Estado, enquanto em João Pessoa a diferença pró-Braga caiu para menos de 24 mil sufrágios, em Campina Grande Ronaldo ampliou sua margem para quase 85 mil votos.

Ronaldo governou a Paraíba de 15 de março de 1991 a 2 de abril de 1994, quando renunciou ao mandato, entregando o cargo ao vice-governador, Cícero Lucena, para se eleger senador.

 

 

Redação com Secom/PB

 

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br