28 de junho de 2012 - 10:00

Governo anuncia criação do PAC Equipamentos

Na tentativa de estimular o crescimento econômico brasileiro, o governo federal anunciou nesta quarta-feira (27) o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Equipamentos –  Programa de Compras Governamentais, para a aquisição de veículos e equipamentos no valor de R$ 8,4 bilhões. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, participou do lançamento do programa e anunciou a compra de oito mil caminhões, três mil patrulhas agrícolas, duas mil ambulâncias, 8.570 ônibus, 3.591 retroescavadeiras, além de motoniveladoras, furgões, vagões de trem, blindados e móveis para escolas.

“A crise europeia continua piorando e está deprimindo o crescimento da economia mundial. Em vista desse cenário, o governo brasileiro está tomando medidas de estímulo à economia para podermos ampliar os nossos investimentos, para estimular a demanda, para aumentar a confiança – porque neste momento a confiança no mundo cai bastante – e para, enfim, acelerar o nosso crescimento. Em função deste cenário, temos quer continuar com políticas de estímulo”, disse.

Mantega também anunciou a redução da Taxa de Juros de Longo Prazo, a TJLP, que regula os empréstimos doBNDES, de 6% para 5,5% ao ano, e a preferência pela compra de equipamentos da indústria nacional ainda que produtos similares sejam mais baratos no exterior. Segundo Mantega, as medidas tomadas pelo governo farão com que a economia cresça de forma “vigorosa” no segundo semestre de 2012.

A presidenta Dilma Rousseff defendeu o modelo de compras governamentais para estimular a economia e afirmou que outros países utilizam prática semelhante. Segundo ela, as compras vão ajudar a indústria brasileira, além de possibilitar a oferta de serviços públicos de melhor qualidade.

“Hoje, nós tomamos mais uma iniciativa para usar o poder de compra na manutenção e aceleração do crescimento econômico. Aqui eu gostaria de ressaltar um fato. O uso de poder de compra é algo consagrado como um dos mecanismos aceitos para garantir a sustentação do crescimento econômico. Mal ou bem, foi feito em países como Estados Unidos, China”, disse.

A presidenta disse que o governo continuará estimulando o investimento e o consumo no País e tomará as medidas necessárias para proteger os empregos e preservar as conquistas econômicas e os avanços sociais. “Somos otimistas, apesar de sóbrios, porque temos os instrumentos para preservar a saúde da economia e nossas conquistas sociais. Praticamos um modelo que se desenvolveu em bases sólidas, estamos fincados em pés brasileiros, fizemos um processo de crescimento que expandiu o mercado interno”, explicou a presidenta.

Na avaliação da presidenta, a crise dos países da zona do euro tem duração longa e crônica, requerendo mais medidas para ser solucionada. “A cada reunião dos países europeus, esperamos que uma solução mais sistêmica surja e assegure mais confiança”, disse.

 

 

Agência Brasil

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br