26 de junho de 2012 - 10:55

Peña Nieto tem vantagem de 13 pontos no México, mostra pesquisa

O candidato da oposição à Presidência do México, Enrique Peña Nieto, tem uma vantagem de 13 pontos percentuais sobre o aspirante de esquerda Andrés Manuel López Obrador, mostrou nesta terça-feira a última pesquisa da empresa Consulta Mitofsky antes das eleições de domingo.

Peña, do PRI (Partido Revolucionário Institucional), obteve 38,4% das intenções de voto, levemente acima dos 37,6% da semana passada, enquanto o postulante da Frente de Esquerda, Andrés Manuel López Obrador, alcançou 25,4% das preferências, contra 24,3% anteriormente.

Tomas Bravo/Reuters
Enrique Peña Nieto, candidato à Presidência do México, tem vantagem de 13 pontos
Enrique Peña Nieto, candidato à Presidência do México, tem vantagem de 13 pontos

A candidata do governista PAN (Partido da Ação Nacional) Josefina Vázquez Mota continuou em terceiro lugar, com 20,8%, estável em relação à sondagem anterior. Caso seja confirmado o resultado, Peña Nieto marcará o retorno do PRI ao poder após 12 anos de mandatos do PAN. O partido governou o país por 71 anos até 2000.

Mais cedo, uma pesquisa da Covarrubias y Associados apontou vitória de Peña Nieto com uma vantagem de 11 pontos percentuais para López Obrador.

LÓPEZ OBRADOR

O candidato da esquerda afirmou que optar por Peña Nieto nas eleições é “votar na corrupção”, em uma entrevista à rádio Formula, de Manzanillo, no Estado de Colima, no oeste do país. Ele lembrou que o partido do líder de pesquisas, o PRI, governou o México por 71 anos.

“Peço a reflexão dos cidadãos. Votar no PRI, votar em Peña Nieto, é votar na corrupção, para que continue e para ser cúmplices dela”.

López Obrador divulgou um levantamento feito por seu partido em que possui vantagem de três pontos para Peña Nieto e criticou as pesquisas dos institutos independentes, que apontam a vitória de Peña Nieto com vantagem superior a dez pontos.

Na próxima quinta-feira (28), todos os candidatos deverão assinar um documento do IFE (Instituto Federal Eleitoral), assegurando que respeitarão o resultado das eleições.

A intenção da autoridade eleitoral é evitar uma nova contestação das votações, como aconteceu em 2006, em que López Obrador liderou uma série de protestos contra o presidente Felipe Calderón, vencedor das eleições, alegando ser vítima de fraude.

 

 

Folha de São Paulo

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br