25 de maio de 2012 - 02:47

ALPB realiza audiência nesta 2ª sobre Cagepa

Uma Audiência Pública para discutir com a direção da Companhia de Águas e Esgotos da Paraíba (Cagepa) a atual situação financeira do órgão e as possíveis alternativas será realizada na próxima segunda-feira (28). O evento é de iniciativa do deputado estadual Anísio Maia (PT), através da Comissão de Desenvolvimento da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB).

Segundo o deputado, o debate tem a urgência de ser realizado antes da votação do empréstimo para o órgão, solicitado pelo governador Ricardo Coutinho. “O governador quer que a Assembleia dê o aval para um grande financiamento. Mas, ele nos deu apenas dados superficiais, não nos mostrou a real situação da empresa. Seria uma irresponsabilidade nossa permitir o empréstimo sem ter um diagnóstico real do problema”, disse.

Anísio Maia já antecipou seus questionamentos e desafiou o presidente da Cagepa, Deusdeth Queiroga, a responder pelo menos quatro perguntas. “Desafio o presidente da Cagepa a trazer para a ALPB uma lista informando quem são os 100 maiores devedores do órgão; quais os bancos credores e devedores; de quanto são os salários da diretoria executiva do órgão; e, quais as empresas terceirizadas e como são seus contratos”, afirmou.

Segundo o deputado, estas respostas possibilitarão fazer uma radiografia sobre a atual situação do órgão. Para ele, é fundamental ter estas informações, pois, o empréstimo de R$ 120 milhões solicitado pelo Governo só será aproveitado se as principais causas das dívidas da Cagepa forem sanadas. “Precisamos garantir que o dinheiro não vai para o ralo. Se a mesma estrutura for mantida o dinheiro certamente irá. A atual administração mostrou até agora que não tem competência para gerir a empresa. Do jeito que está, qualquer recurso que surgir na Cagepa ampliará o grau de insolvência em que ela se encontra. Podemos concordar com o empréstimo, desde que uma auditoria seja realizada e os ralos sejam fechados”, revelou.

O parlamentar informou que desde que o atual Governo assumiu, a dívida da Cagepa aumentou cerca de 30%. “No ano passado o próprio presidente da Cagepa nos informou que a dívida era de cerca de R$ 250 milhões. Nesta semana o Governo afirmou que a dívida estava em R$ 340 milhões. Em 14 meses houve um aumento de 30%. É a prova de que realmente a atual administração não tem competência”, explicou.

Anísio Maia contou ainda que é necessário um planejamento estrutural para o órgão. “O que temos visto, além das dívidas, são os péssimos serviços prestados. E ainda vemos o desperdício de água devido a falta de manutenção na estrutura. A Cagepa precisa de um plano estruturante. Não podemos permitir o que vem acontecendo: o Governo aumenta a dívida da Cagepa e o povo paga a conta. Ele já aumentou as tarifas em 26%, quando sua promessa de campanha era diminuir as tarifas”, afirmou.

 

 

Ascom / ALPB

 

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br