20 de maio de 2012 - 09:20

Sobe para seis o número de mortos em terremoto na Itália

Ao menos seis pessoas morreram e cerca de 50 ficaram feridas por causa do terremoto registrado neste domingo no norte da Itália e que alcançou os 5,9 graus de magnitude na escala Richter, disse o responsável de Defesa Civil da região Demetro Egli.

Na fábrica de Bondeno, na província de Ferrara, região de Emilia Romagna, morreu um trabalhador marroquino de 29 anos, que terminava seu turno às cinco da madrugada, e sobre quem caiu uma viga na cabeça depois que o teto da construção caiu, sem que outros trabalhadores sofressem ferimentos.

Nicola Cavicchi, que tinha decidido substituir uma colega, e Leonardo Ansaloni, que terminavam seu turno às seis da manhã, trabalhavam no departamento de cocção da fábrica de cerâmica de San Agostino quando o telhado caiu em cima deles e morreram, disse o representante do sindicato local Victor Battagia.

Uma mulher alemã, Gabi Ehsemann, de 37 anos, que estava na Itália por motivos de trabalho, morreu em San Alberto de San Pedro em Casale, Bolonha, provavelmente por causa de uma crise provocada pelo medo durante o terremoto.

Uma mulher de mais de cem anos de San Agostino também morreu devido à comoção causada pelo tremor, informam fontes médicas.

Um trabalhador da Tecopress, uma fundição em Dosso, bairro de San Agostino, foi encontrado morto.

REMOVIDOS

Na localidade de Mirandola, província de Ferrara, os doentes em estado grave do hospital local foram removidos, assim como os idosos de um asilo, informa a Defesa Civil.

O terremoto de 5,9 graus de magnitude na escala Richter registrado às 2h03 deste domingo (horário local, 11h03 de sábado em Brasília) na região de Emília-Romanha (norte da Itália) foi sentido também em outras como Toscana, Vêneto, Lombardia, Tretino Alto Adigio e Friuli Venezia Giulia.

O tremor, que teve seu epicentro a 5 quilômetros a leste da localidade de San Felice sul Panaro, segundo o Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia da Itália, foi precedido por outros dois, um de intensidade 4,1 – umas três horas antes do principal – e outro, de 2,2 graus.

Em várias cidades, segundo informa a imprensa local, muitas pessoas saíram para as ruas em pânico ao sentir o tremor, que durou cerca de 20 segundos.

Segundo o USGS (Serviço de Vigilância Geológica dos Estados Unidos), o tremor foi registrado a uma profundidade de 10,1 quilômetros.

Os italianos reviveram o terremoto de Abruzzo (centro da Itália) que no dia 6 de abril de 2009 teve uma magnitude de 5,8 graus na escala Richter, provocou a morte de 308 pessoas, 1.600 feridos e milhares de deslocados, devastando povoados da região e o centro histórico da cidade de Áquila.

DANOS AO PATRIMÔNIO

Um comunicado do Ministério do Património Cultural informou que a região do nordeste da Itália sofreu “danos significativos ao patrimônio cultural”.

O terremoto destruiu monumentos históricos da região de Ferrara, declarada Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco em 1995.

“Após uma avaliação inicial, (verificamos que) os danos são notáveis”, diz o comunicado.

 

 

Folha.com

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br