19 de maio de 2012 - 10:37

GREVE: Rede de ensino de Itaporanga completará um mês de paralisação

Na próxima quarta-feira, 23 de maio, completará um mês da greve dos professores da rede municipal de Itaporanga. A categoria reivindica a implantação de carga horária correta de trabalho, com o pagamento de 30 horas aula.

Na semana passada saiu uma liminar em prol do movimento grevista, garantindo sua legalidade. Para o advogado do Sindicato dos professores da rede municipal (SITEMI), o Dr. Paulo Cesar, a decisão do tribunal foi bem recebida pela categoria. Segundo ele, era um fato esperado pelos professores, pois o movimento de greve é legítimo, e impedirá a Prefeitura do corte do ponto de trabalho. O advogado ainda lembra que a categoria está aberta ao diálogo com a Prefeitura.

Já para o prefeito Djaci Brasileiro (PSDB), o município de Itaporanga vem pagando 25 horas de trabalho, segundo ele atendendo projeto encaminhado à Câmara Municipal. Para o prefeito o município não tem hoje condições de ceder às 30 horas. “Com esse piso atual de 25 horas, o município irá atingir os 83% do FUNDEB, ficando apenas 17%, para todas as despesas, tendo que o município lançar mão de parte do FPM para poder cumprir com toda a demanda da educação”, conclui o prefeito.

O Piso Nacional dos Professores, previsto pela Lei n˚ 11.738/08, estipula um valor mínimo a ser pago a categoria, atualmente de R$ 1.451,00, bem como estabelece que pelo menos um terço da jornada de trabalho deve ser exercida com atividades extraclasse. Enquanto um acordo não acontece, a greve continua.

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br