9 de maio de 2012 - 09:42

Romney vence 3 primárias em dia de triunfos para conservadores

WASHINGTON- Mitt Romney, pré-candidato à Presidência dos Estados Unidos pelo Partido Republicano, deu nesta terça-feira, 8, mais um passo rumo a sua nomeação com vitórias nas primárias de três estados, em uma jornada na qual também saíram ganhando o direitista Tea Party e os detratores do casamento homossexual.

Como estava previsto, as primárias em Indiana, Carolina do Norte e Virgínia Ocidental foram facilmente vencidas por Romney, que se impôs perante seu único rival, o congressista Ron Paul.

De acordo com as últimas projeções das cadeias de televisão, Romney acumula cerca de 850 delegados, número que ainda receberá o reforço de quase todos os 100 postos em jogo nesta terça-feira. Por outro lado, Paul não chega nem a 100 no total, mas decidiu seguir na disputa mesmo sem ter chance de alcançar a nomeação.

São necessários 1.144 delegados para conseguir a nomeação presidencial republicana no final de agosto na convenção nacional do partido em Tampa (Flórida), que divulgará o grande rival do presidente Barack Obama, do Partido Democrata, nas eleições de novembro.

O ex-presidente da Câmara de Representantes Newt Gingrich abandonou a disputa na semana passada após acumular uma avultada dívida, e o ex-senador Rick Santorum, o único que chegou a ameaçar Romney, desistiu em abril.

Em uma carta destinada a seus seguidores, Santorum anunciou nesta segunda-feira seu apoio a Romney, já que a meta que ambos compartilham é derrotar Obama em 6 de novembro.

Diante do esperado triunfo de Romney nas três primárias desta terça-feira, a atenção se centrou em votações paralelas, como a celebrada na Carolina do Norte, onde os cidadãos aprovaram uma emenda à Constituição desse estado que proíbe o casamento entre homossexuais.
No total, 31 estados no país têm emendas constitucionais que proíbem o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

O resultado do referendo foi uma vitória para os setores mais conservadores do país, em um momento nos qual vem aumentando a pressão sobre Barack Obama para que o líder americano esclareça se apoia ou não o casamento homossexual.

As dúvidas sobre a postura de Obama ressurgiram nas últimas semanas, e com elas as especulações sobre se o presidente, se reeleito em novembro, dará seu apoio explícito ao casamento homossexual durante seu segundo mandato.

A jornada também foi frutífera para os conservadores em Indiana, onde Richard Lugar, um veterano legislador especialista em política externa e com quase quatro décadas de carreira no Senado, foi derrotado pelo candidato do Tea Party nas primárias republicanas e não poderá aspirar à reeleição.

Richard Mourdock, secretário estadual do Tesouro e apoiado pelo Tea Party, enfrentará em novembro o democrata Joe Donnelly por um posto no Senado.

A derrota de Lugar representa um respaldo para a ala mais conservadora do Partido Republicano, partidária de drásticos cortes nos gasto públicos nos EUA.

Enquanto isso, em Wisconsin, o prefeito de Milwaukee, Tom Barrett, ganhou as primárias democratas e tentará desbancar o governador estadual, o republicano Scott Walker, em um referendo de destituição previsto para o próximo mês.

A disputa será uma revanche para Barrett, que perdeu o governo de Wisconsin em 2010 frente a Walker, promotor de uma polêmica lei que elimina o direito à negociação coletiva para empregados públicos do estado.

 

 

 

Estadão

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br