2 de maio de 2012 - 01:46

Estiagem já reduz preço do rebanho em até 57% na PB

Enfrentando a pior seca dos últimos anos e sem água e pasto para alimentar os animais, os pecuaristas das regiões do Sertão e do Cariri paraibano estão precisando se desfazer de parte dos rebanhos e vendendo os animais a preços mais baixos. Segundo o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba (Faepa-PB), Mário Borba, a redução no preço de venda do gado de cria já chega a 57,14%.

Para Borba, os prejuízos na venda estão acontecendo porque sem ter como alimentar os animais, muitos produtores estão preferindo vendê-los de imediato. “Para não ver o animal morrer, muitos produtores já estão vendendo os animais por preços mais baixos. Um animal que antes custava R$ 700, agora está sendo vendido a R$ 300 (-57,14%) e, mesmo com o preço tão baixo, algumas vezes nem consegue vender”, diz.

Já no preço do animal abatido, segundo o presidente da Faepa, ainda não houve redução de preço, mas os produtores também acumulam perdas tendo em vista que o gado não chega ao tamanho ideal para o abate. “Falta alimentação e por causa disto o animal praticamente não cresce. O preço de venda continua o mesmo, mas a quantidade vendida é menor”, disse.

Apesar de ainda não estimar as perdas ocasionadas até agora pela seca no Sertão e no Cariri, Borba comentou que este ano será muito difícil, pois o período que deveria ter sido chuvoso na região ainda está sendo encerrado neste mês e ainda será preciso enfrentar mais dez meses de estiagem. “Na região do Cariri, a situação é ainda mais crítica, já que a maior parte dos plantios de palma foi devastada pela cochonilha do carmim”, relata.

Além dos problemas com os animais, a produção de leite no Estado também já está sofrendo os reflexos da seca. “A produção de leite já caiu cerca de 40%”, revela Mário Borba.

 

 

Jornal da Paraíba

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br