7 de fevereiro de 2017 - 08:11

1º Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Oito Baixos da Paraíba

Print

A Pró-Reitoria de Cultura (Procult) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) realizará de março a maio de 2017 o I Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Oito Baixos da Paraíba. O projeto acontecerá em parceria com todos os câmpus da Instituição, com o objetivo principal de elevar uma das mais importantes atividades artísticas do Nordeste e do Brasil, responsável direta pela preservação e divulgação da cultura popular.

O projeto contará com oito etapas, sendo uma por câmpus. As unidades da UEPB colocarão sua estrutura a serviço dos sanfoneiros e cada etapa da iniciativa contará com uma oficina realizada por Luizinho Calisto, nome celebrado na cena musical quando se fala em Sanfona de Oito Baixos. Após esta atividade, a coordenação local do Encontro, junto com as direções de Centro e câmpus, escolherão um espaço para que todos os sanfoneiros e tocadores de Oito Baixos se apresentem, podendo ser no próprio câmpus ou mesmo em uma praça da cidade onde ocorreu a prática, configurando a “Mostra dos Sanfoneiros”.

A Culminância do I Encontro de Sanfoneiros e Tocadores de Oito Baixos da Paraíba se dará em maio, no Câmpus de Campina Grande. Dependendo da afluência de sanfoneiros a cada local, haverá uma seleção para os que participarão das exibições. Assim, no mês que antecede uma das maiores festas populares do nordeste brasileiro, o Maior São João do Mundo, o evento funcionará como uma prévia.

Conforme a agenda do Encontro, o evento será efetivado em Araruna (março), João Pessoa (março), Lagoa Seca (março), Monteiro (abril), Catolé do Rocha (abril), Patos (abril), Guarabira (abril), e, por fim, Campina (maio). Ao final da iniciativa, cada músico receberá um certificado da participação expedido pela UEPB através da chancela da Procult e da direção do Centro, além de uma medalha ou um troféu alusivo aos 30 anos de estadualização da UEPB.

De acordo com o pró-reitor de Cultura da UEPB, professor José Cristóvão Andrade, o avanço da tecnologia vem conferindo significativas mudanças em todos os campos do conhecimento e nas atividades humanas, nestas últimas décadas. No caso da cultura popular, esta vem enfrentando modificações, seja pelos efeitos dos novos equipamentos eletrônicos, seja no que se refere às formas simbólicas, linguísticas e instrumentais. “A defesa e propagação da cultura popular exige que a Universidade encare este encontro de Sanfoneiros e de Tocadores de 8 baixos não só como um evento isolado, mas uma proposta efetiva em salvaguarda das manifestações populares e de categorias de profissionais com perfil histórico na nossa cultura regional”, explicou.

O pró-reitor adjunto de Cultura, José Benjamim Pereira Filho, apontou que a ideia do encontro é resgatar a notável personalidade musical do sanfoneiro, enquanto representação responsável pela grandeza do nosso principal repertório e essência das nossas festas populares.

“Almejamos possibilitar a união com novos e antigos músicos de sanfona para garantir o seu espaço nos principais eventos nos municípios e nas universidades. Com esse projeto, a UEPB alia-se com maior profundidade ao cotidiano da música nordestina”, destacou. Acerca da culminância das atividades, próxima ao Maior São João do Mundo, o professor explanou que é na festa junina que o talento da música regional se expressa com maior destaque e sendo sempre executado pela Sanfona, seu instrumento mais importante.

 

UEPB

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br