14 de dezembro de 2016 - 08:44

Projeto de Jutay institui a Política de Valorização do Artesão Paraibano

jutay
O deputado estadual Jutay Meneses (PRB) apresentou na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) um projeto de Lei que institui a Política Estadual de Valorização do Artesão Paraibano. Segundo o parlamentar, a iniciativa tem a finalidade de contribuir para o desenvolvimento sustentável, fortalecer as tradições culturais locais, incentivar o processo artesanal e a manutenção da geração de emprego e renda no Estado.

O projeto considera como artesão aquele de detém o conhecimento do processo produtivo, sendo capaz de transformar a matéria-prima, criando ou produzindo obras que tenham uma dimensão cultural, exercendo atividade predominantemente manual, principalmente na fase de formação do produto, podendo contar com o auxílio de equipamentos, desde que não sejam automáticos ou duplicadores de peças.

Também considera o artesanato como o objeto ou conjunto de objetos utilitários e decorativos para o cotidiano, produzidos de maneira independente, usando-se matéria-prima em seu estado natural, em cuja produção a destreza manual do homem seja imprescindível e fundamental para imprimir ao objeto características próprias, que reflitam a personalidade e a técnica do artesão, .e que sejam comercializados por meio de entidade incentivadora da atividade ou encaminhados diretamente ao consumidor final, sem intermediários.

O artesanato paraibano será classificado para fins de certificação em: artesanato indígena, tradicional, contemporâneo e sustentável. “São diretrizes da Política Estadual de Valorização do Artesão Paraibano a valorização da identidade e cultura; a integração da atividade com outros setores e programas de desenvolvimento sustentável”, destacou.

Jutay ainda explicou que é considerado como diretriz a identificação dos artesãos e das atividades artesanais; a definição de requisitos para que os artesãos possam se beneficiar com a políticas e incentivos do setor e a certificação da qualidade do artesanato.

“A política apresentada pretende, por meio de sua normatividade, consolidar o conceito e a classificação que envolve o artesão e o artesanato, bem como protege-los dentro de uma visão de agregação e qualificação de seus produtos levando-os a aceitação por parte do mercado consumidor”, disse Jutay.

Assessoria 

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br