14 de dezembro de 2015 - 07:45

Marcondes Gadelha articula visita de equipes do Governo Federal à Sousa para tratar de revitalização do Centro de Tradições Ciganas

(Foto: Assessoria)

(Foto: Assessoria)

Equipes dos Ministérios da Saúde e do Desenvolvimento Social e da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial estarão na cidade de Sousa, Sertão do Estado, no dia 26 de janeiro para tratar da revitalização do Centro de Tradições Ciganas do município – Centro Calon de Desenvolvimento Integral de Sousa (CCDI) – e da inclusão dos ciganos no Bolsa Família. A visita atende a uma pauta de reivindicação do deputado federal Marcondes Gadelha (PSC), que esteve reunido com integrantes do Governo Federal na última sexta-feira (11).

O secretário de Assistência Social do município de Sousa, Lafayette Gadelha, também esteve presente ao encontro. Eles foram recebidos pela gerente de Programas da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (SEPPIR), Desiree Tozi, e por técnicos do Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome – MDS.

Durante a reunião, ficou acordado a visita de gestores e técnicos do Governo Federal ao município de Sousa no dia 26 de janeiro para se reunirem com a comunidade cigana. Também ficou acordado a instalação da Comissão Intersetorial Municipal, cujo principal objetivo é o de elaborar um plano territorial geográfico para que seja ofertadas melhores políticas públicas para os ciganos e elaboração de um cadastro único.

Bolsa Família – “Foi uma conquista o agendamento da equipe dos principais Ministérios que tratam das políticas públicas voltadas à comunidade cigana. Serão apresentadas propostas e iremos, em conjunto, definir as prioridades. Além disso, essa comissão que a prefeitura ficará responsável em formar vai agilizar o cadastramento único dessas famílias para que elas possam participar dos diversos programas sociais federais, dentre eles o Bolsa Família”, explicou o deputado.

O deputado paraibano ressaltou a importância deste cadastro único para a elaboração de políticas públicas específicas para aquela população. “Sabemos que o número de famílias ciganas é bem maior do que o atual apresentado e, com esse trabalho de cadastrar todas as famílias, o Governo Federal poderá elaborar ações que, de fato, atendam às demandas da comunidade”, frisou Marcondes Gadelha.

CRAS – Também foi apresentada na reunião a proposta de viabilidade da instalação de um Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) dentro do Centro de Tradições Ciganas. “O CRAS que hoje é geograficamente de referência da comunidade cigana oferecerá serviços de convivência e fortalecimento de vínculos, que são as oficinas, os grupos e cursos voltados para as áreas artísticas, lúdicas, esportivas e culturais”, explicou o secretário Lafayette Gadelha.


Assessoria 

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br