14 de dezembro de 2015 - 07:19

Em 2014, estados e municípios apoiaram a produção de 1.849 filmes

Em 2014, 24 dos 27 estados e 6% dos 5.570 municípios brasileiros apoiaram a produção de 1.849 filmes. Rio Grande do Sul (60 filmes), Pernambuco (54 filmes) e São Paulo (42 filmes) foram os destaques entre os estados.

De 1999 para 2014, a proporção de municípios com biblioteca pública subiu de 76,3% para 97,1%. Entre 2001 e 2014, duplicou a proporção de municípios com unidades de ensino superior (de 19,6% para 39,9%). Já a proporção dos que contavam com livrarias caiu de 35,5%, em 1999, para 27,4%, em 2014. Presente em 99,9% dos municípios, o sinal da TV aberta continua sendo o maior meio de acesso aos conteúdos culturais no Brasil. No entanto, apenas 12,1% dos municípios tinham emissoras locais de TV.

Essas são algumas das informações do suplemento de Cultura do Perfil dos Estados e Municípios Brasileiros 2014 (Estadic/Munic), que também mostra a difusão do acesso à internet, através dos provedores (presentes em 65,5% dos municípios) e lan houses (82,4% dos municípios). No sentido oposto, houve uma retração das videolocadoras (presentes em 82,0% dos municípios, em 2006, e em 53,7% deles, em 2014) e das lojas de CD e DVD (de 59,8% para 40,4% dos municípios, nesse período).

Tradição presente em 76,2% dos municípios, o bordado continua sendo a atividade artesanal mais difundida. Entre as inovações, destacam-se os Pontos de Cultura, selecionados através de editais públicos: em 2014, o país contava com 3.422 deles. Cerca de 9,3 mil servidores estaduais e 67,2 mil servidores municipais atuavam no setor de Cultura, em 2014. Eles correspondiam, respectivamente, a 0,4% e a 1,0% do total de pessoas ocupadas nessas duas esferas administrativas.

O suplemento de Cultura da Estadic / Munic 2014 também traz informações sobre iniciativas de apoio à diversidade cultural, financiamentos e fundos específicos, existência de conferências e conselhos de cultura (inclusive de patrimônio histórico), entre outros. As informações coletadas pelo IBGE para o Perfil dos Estados e Municípios Brasileiros são fornecidas pelas próprias administrações estaduais e municipais. A publicação completa está disponível aqui.

TV aberta e bibliotecas públicas estão em quase todos os municípios do país

Desde 1999, a presença de equipamentos culturais e de meios de comunicação nos municípios tem sido investigada nessa pesquisa, ainda que de forma descontínua. O sinal da televisão aberta continua sendo o maior meio de acesso aos conteúdos culturais no Brasil, presente em 99,9% dos municípios, em 2014. No entanto, apenas 12,1% dos municípios brasileiros tinham produção local de programas de TV através de emissoras geradoras. A pesquisa também mostra o crescente acesso à internet, através de provedores (em 65,5% dos municípios) e lan houses (82,4% dos municípios).

As videolocadoras chegaram a seu ponto máximo em 2006 (82,0% dos municípios) e recuaram para 53,7% em 2014. Já as lojas de discos, CDs, fitas e DVDs estavam presentes em 59,8% dos municípios em 2006, mas recuaram para 40,4% em 2014.

Emissoras de rádio comunitária estão presentes em 64,1% dos municípios, enquanto as emissoras de televisão comunitária podem ser encontradas em apenas 3,5% deles em 2014.

Em 1999, cerca de 76,3% dos municípios tinham biblioteca pública, percentual que se elevou para 97,1% em 2014. No mesmo período, a proporção de municípios com livrarias caiu de 35,5% para 27,4%.

De 2006 a 2014, o percentual de municípios com produção local de revistas aumentou de 7,7% para 11,8%. Investigados apenas em 2014, os pontos de leitura estavam presentes em 15,1% dos municípios e as bancas de jornais, em 25,0% deles. Já os cinemas e shoppings estavam presentes, respectivamente, em 10,4% e 6,7% dos municípios.

Desde 2001, dobrou a proporção de municípios com unidades de ensino superior

Cresceu significativamente a presença de unidades de ensino superior nos municípios, em consonância com o aumento da escolarização da população: de 19,6% dos municípios em 2001, para 39,9% destes, em 2014.

Arquivos públicos e de documentação, investigados pela primeira vez em 2012 (18,0%) estavam presentes em 21,7% dos municípios em 2014. Em 2014, a presença de centros de artesanatos (em 22,2% dos municípios) foi pesquisada pela primeira vez, assim como a de conchas acústicas (6,4%) e de espaço para circos (34,8%).

Bordado é a atividade artesanal mais difundida

Em 2014, o bordado continuava a ser atividade artesanal mais difundida, pois estava presente em 76,2% dos municípios brasileiros. Entre 2006 e 2014, cresceram muito as proporções de municípios com cineclubes (223,8%), circo (134,5%) e orquestra (92,2%), e caiu a porcentagem daqueles com grupos de artes plásticas e visuais (-11,7%).

Entre os 19 tipos de grupos artísticos analisados, os de artesanato estavam em 78,6% dos municípios, seguidos pelas manifestações tradicionais populares (71,9%), dança (68,5%), banda (68,4%), capoeira (61,7%), grupos musicais (54,6%), corais (50,4%), blocos carnavalescos (46,9%) e teatro (43,4%).

Brasil tem 3.422 Pontos de Cultura

Em 2014, havia 3.422 Pontos de Cultura no país, a maioria em São Paulo (493), Minas Gerais (306), Rio Grande do Sul (299), Rio de Janeiro (272) e Bahia (248). Os maiores percentuais de municípios onde há pontos de cultura estão no Rio de Janeiro (64,2%) e no Ceará (59,8%).

Os Pontos de Cultura pretendem promover a inclusão social, fortalecer a cidadania, gerar empregos e firmar identidades culturais. São formados por entidades jurídicas selecionadas pelo Ministério da Cultura, através de editais públicos.

Cultura ocupa 1,0% dos servidores municipais e 0,4% dos servidores estaduais

Em 2014, havia 9.278 pessoas ocupadas na área de cultura das administrações estaduais, que representavam 0,4% do pessoal ocupado nas administrações direta e indireta dos governos estaduais (2.192.543 pessoas).

Entre os servidores estaduais da área de cultura, 45,9% eram estatutários, 23,6% eram somente comissionados, 10,5% eram pessoal sem vínculo permanente, 10,3% eram estagiários, 3,5% estavam sob a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e 6,2% eram cedidos.

Em 2006, trabalhavam na área de cultura da administração municipal 57.611 servidores, ou 1,1% do total das administrações direta e indireta, contra 67.123 em 2014 (1,0% do total). A maioria dos servidores municipais na área de cultura era de estatutários.

Em 2014, entre os municípios, 5.260 (94,5% do total) tinham alguma estrutura organizacional para a cultura. Esse percentual recuou em relação a 2006 (97,5%).

Mais da metade dos municípios têm política para o setor de Cultura

Pouco mais da metade (54,6%) das cidades tinham uma política para o setor de cultura. Houve recuo de 3,3 pontos percentuais entre 2006 e 2014.

Esta proporção era de 43,1% para os municípios com até 5 mil habitantes, de 52,4% para aqueles na faixa de 10 a 20 mil e de 65,9% na faixa seguinte (de 20 a 50 mil). Chegava a 88,5% nas capitais e a 97,4% nos municípios com mais de 500 mil habitantes.

Em 2014, 18 unidades da federação e 26,9% dos municípios tinham algum programa ou ação para a produção cultural local autossustentável. O estado do Rio de Janeiro tem a maior proporção de municípios com ações nesta área (52,2%).

A Estadic/ Munic também traz informações sobre iniciativas de apoio à diversidade cultural, sobre financiamentos e fundos específicos para a cultura, a existência de conferências e conselhos de cultura e, ainda, conselhos de preservação do patrimônio histórico, item presente em apenas nove unidades da federação.

Em 2014, estados e municípios apoiaram a produção de 1.849 filmes

Em 2014, a produção cinematográfica apoiada por estados e municípios atingiu 1.849 filmes. Entre as 27 administrações estaduais, 24 apoiaram financeiramente a produção de filmes, destacando-se o Rio Grande do Sul (60 filmes), Pernambuco (54 filmes) e São Paulo (42).

Nos 12 meses anteriores à pesquisa, foram produzidos 480 filmes com apoio dos estados, sendo 229 “curtas”, 113 de média duração e 138 de longa duração. Entre os municípios, 6% apoiaram financeiramente a produção de filmes. Foram 1.369 produções, sendo 838 “curtas”, 271 de média duração e 260 de longa duração.

Pernambuco e Bahia promoveram todas as atividades audiovisuais investigadas pela Estadic / Munic 2014 (apoio financeiro às produções, festivais, atividades de preservação, conservação e recuperação dos acervos e as atividades cineclubistas).

25 estados e 56,3% dos municípios incentivam a leitura, o livro ou a literatura

Em 2014, 25 unidades da federação mantinham programas ou ações para fomentar a criação, produção circulação e difusão literária através dos seguintes mecanismos: editais diversos (21 UF’s), prêmios (18), incentivo direto (14) e outra forma (12). Entre os municípios, 56,3% tinham ações e programas em prol da leitura, do livro e da literatura.

24 estados e 61,0% dos municípios apoiam o turismo cultural

Entre os estados, 24 desenvolveram algum tipo de programa ou ação em turismo cultural em 2014. Entre os municípios, 61,0% desenvolveram alguma ação ou programa em turismo cultural em 2014, percentual bem superior ao de 2006 (26,2%).

15 estados e 9,5% dos municípios incentivam a meia-entrada para idosos

O Suplemento de Cultura de 2014 investigou pela primeira vez a existência de legislação específica para garantir a concessão de meia-entrada ou entrada franca para pessoas com deficiência e idosos nos espetáculos culturais e eventos esportivos promovidos ou subsidiados pela gestão estadual, distrital e municipal. Esse tipo de legislação estava presente em 15 estados e 9,5% dos municípios.

 

Comunicação Social IBGE

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br