21 de maio de 2015 - 07:36

Barbosa alerta para erosão do Cabo Branco

O plenário da Assembleia Legislativa aprovou na manhã desta quarta-feira requerimento do deputado Ricardo Barbosa (PSB) para a realização de uma sessão especial com o objetivo de discutir a Falésia do Cabo Branco, ponto mais oriental das Américas e um dos principais pontos turísticos da Paraíba. Na tribuna da AL, o deputado lembrou a importância de se promover no âmbito da Casa de Epitácio Pessoa uma ampla discussão sobre o Projeto da PMJP de contenção e recuperação da falésia do Cabo Branco, visando conter a erosão. “Há estudos de técnicos e autoridades ambientalistas que demonstram a iminência de, em breve tempo, perdermos a condição de Ponto Extremo Oriental das Américas e já há  quem afirme que para tanto falta menos de um metro”, ambientalistas”, comentou o deputado.

“Esse é um tema recorrente e uma luta incansável dos ambientalistas e não há mais tempo a perder. É imperativo que estabeleçamos, na Casa, um fórum permanente de discussão do assunto e busquemos juntos às autoridades municipais, estaduais e federais os instrumentos para a solução do problema”, defendeu Barbosa.

Ele registrou o esforço do prefeito Luciano Cartaxo, que teria conseguido junto ao Ministério do Turismo a garantia de liberação de R$ 20 milhões para essas obras. “Mas a discussão sobre projetos de contenção da barreira tem que ser a mais ampla possível, ouvindo a opinião de diversos especialistas”, frisou.

 

Situação crítica

A situação no local tem chamado a atenção de ambientalistas e moradores de João Pessoa, que chegaram a realizar, em janeiro deste ano, um ato de protesto pela demora na tomada de decisões para conter o avanço do mar na falésia. O ato foi organizado pelo grupo “Amigos da Barreira”

Em novembro do ano passado o Jornal Nacional, da Rede Globo, mostrou reportagem sobre a erosão na Ponta do Cabo Branco, uma das principais atrações turísticas da cidade. Na reportagem, o geógrafo Williams Guimarães reforçou que uma série de fatores tem contribuído para o desgaste da falésia do Cabo Branco, entre eles o tráfego de veículos e a falta de vegetação no topo da falésia.

O deputado Ricardo Barbosa adiantou que em 20 anos o Farol do Cabo Branco poderá desaparecer, caso nada seja feito. “Essa é a previsão de especialistas, que afirmam que é preciso uma intervenção urgente para que o ponto extremo oriental das Américas não seja ameaçado”.

 

 

Assessoria

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br