7 de março de 2015 - 10:30

Paraíba registra 699 casos de dengue entre janeiro e março deste ano

Somente entre os meses de janeiro e março deste ano já foram notificados 699 casos de dengue na Paraíba. As informações são da Secretaria de Estado da Saúde (SES) que destacou que, mesmo com o alto número de casos, estes representam uma redução com relação ao ano passado, quando 1038 casos foram notificados – uma redução de 32,7%. Além da dengue, ainda três casos suspeitos de febre Chinkungunya foram notificados.

Dos casos de dengue registrados no Estado, nove foram classificados como dengue com sinais de alarme e dois de dengue grave em investigação, todos registrados no município de João Pessoa. Além desses casos, ainda dois óbitos por dengue estão em processo de investigação na Paraíba. Estes foram registrados nas cidades de Alhandra, no Litoral Sul, e Marcação, no Litoral Norte.

De acordo com a gerente executiva de Vigilância em Saúde, da Secretaria de Estado da Saúde, Renata Nóbrega, a redução dos casos é motivo de comemoração, porém os trabalhos seguirão para que não ocorra falta de registro da doença.

“Embora tenha ocorrido uma redução do número de casos, queremos enfatizar aos profissionais de saúde a importância da notificação dos casos suspeitos de dengue para que não ocorra a falta de registro da doença. O Estado precisa ter o conhecimento da situação epidemiológica para estruturar as ações de vigilância ambiental e epidemiológica”, frisou, destacando que, com a chegada do período das chuvas, aumenta a preocupação com a prevenção. “Tendo em vista o início do período chuvoso, chega a preocupação com a questão da proliferação dos mosquitos”, alertou Renata Nóbrega.

CHINKUNGUNYA
Os casos de febre de Chinkungunya notificados foram registrados nos municípios de Pombal, Alhandra e Campina Grande, sendo dois deles descartados e um ainda em processo em investigação. Essa é a 8ª semana epidemiológica de início dos sintomas, conforme a SES, que destacou que, até a 5ª semana, foram notificados 771 casos suspeitos da febre Chinkungunya no Brasil.

A SES informou que todo caso suspeito de chikungunya é de notificação compulsória imediata e deve ser informado em até 24 horas às esferas municipal, estadual e federal através dos telefones: (0800.281.0023/ 3218-7331).

 

JPOnline

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br