6 de fevereiro de 2015 - 07:46

Brasil de Todas as Telas vai investir R$ 10 milhões em projetos

Estão abertas, a partir desta sexta-feira (6), as inscrições  para a Chamada Pública PRODAV 04/2014 (Laboratórios de Desenvolvimento) do programa Brasil de Todas as Telas.

O edital, em regime de concurso, recebe, até as 18h do dia 25 de março, propostas para o desenvolvimento de projetos destinados aos segmentos de mercado de TV Paga, TV Aberta, Salas de Exibição ou Vídeo por Demanda.

A Chamada Pública disponibiliza um total de R$ 10 milhões, em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) para apoio ao desenvolvimento, essencial ao aprimoramento do roteiro e estruturação técnica e financeira do projeto. Os projetos selecionados nesta Linha terão o suporte de laboratórios de desenvolvimento para as diversas tipologias de obras, em várias regiões do País.

Obras aceitas

Para os segmentos de mercado de TV Paga ou Aberta, serão aceitas propostas de obras seriadas de ficção, animação ou documentário, e de formato de obra audiovisual (programa de variedades ou reality show). Para o segmento de Salas de Exibição, serão aceitas propostas de longa-metragem de ficção ou animação. Já para o segmento de Vídeo por Demanda, podem ser inscritos projetos de séries de ficção ou animação.

O edital estabelece limites de apoio financeiro por tipologia do projeto: obras seriadas de animação ou ficção podem receber até R$ 120 mil; obras seriadas de documentário e formatos de obras audiovisuais, até R$ 40 mil; obras de longa-metragem, até R$ 70 mil.

O edital prevê ainda um indutor regional para o processo de seleção. Ao menos 30% das propostas selecionadas devem ser das regiões Norte, Nordeste ou Centro-Oeste e, no mínimo, 10% da região Sul, e dos estados do Espírito Santo e Minas Gerais.

Como se inscrever

As inscrições devem ser feitas pelo site do BRDE – Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul, agente financeiro do FSA. Além da leitura do edital, disponível no site do banco, recomenda-se aos proponentes o estudo do Regulamento Geral do PRODAV –Programa de Apoio ao Desenvolvimento da Indústria Audiovisual .

Esta é a segunda edição da chamada pública voltada ao desenvolvimento de projetos com o apoio de laboratórios. Na primeira edição, que teve seu resultado anunciado em dezembro do ano passado, a linha contemplou 44 projetos de produtoras de seis estados e do Distrito Federal.

Prorrogado prazo para mais duas chamadas públicas

Além do investimento já citado, foram prorrogados prazos de inscrição para as Chamadas Públicas PRODAV 03/2014 (Núcleos Criativos) e PRODAV 05/2014 (Desenvolvimento) do Programa Brasil de Todas as Telas.

O novo limite para o recebimento das propostas passa a ser as 18h do dia 23 de fevereiro para as inscrições na linha que apoia a implantação de núcleos criativos (PRODAV 03), e as 18h do dia 2 de março para a linha que auxilia o desenvolvimento de projetos de produção independente (PRODAV 05).  As inscrições também devem ser realizadas por meio do site do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).

Pela Chamada Pública PRODAV 03/2014 – Núcleos Criativos, foram disponibilizados R$ 27 milhões em recursos do FSA. Cada proponente pode apresentar uma proposta de núcleo criativo que contemple, no mínimo, o desenvolvimento de cinco projetos.

O objetivo é desenvolver uma carteira de projetos de obras seriadas e não seriadas, e de formatos de obra audiovisual destinados aos segmentos de televisão aberta e por assinatura, salas de exibição e vídeo por demanda (VOD).

O edital prevê que ao menos 30% das propostas selecionadas sejam das regiões Norte, Nordeste ou Centro-Oeste e, no mínimo, 10% venham da região Sul, e dos estados do Espírito Santo e Minas Gerais. Foram retificados os itens 6.6.1; 6.6.2; e Anexo D – cláusula quinta. Ressalta-se ainda a necessidade de atenção às retificações realizadas no dia 31 de dezembro de 2014, nos itens 2.1.3, 3.2.3, 6.2.2, 6.6.1, 6.8.9, nas alíneas “a” e “j” do item 1.2 do Anexo A do edital, e inclusão do item 6.8.10.

Já a Chamada Pública PRODAV 05/2014 dispõe de R$ 10 milhões para destinação a propostas de desenvolvimento de projetos de produção independente. Por esta linha, o Fundo apoiará financeiramente o desenvolvimento de um mínimo de 52 projetos, respeitando os limites de R$ 150 mil para obras seriada de animação ou ficção; R$ 70 mil para obras seriadas de documentário e formatos; e R$ 100 mil para obras não seriadas de longa-metragem de ficção ou animação.

Mudanças

Foram retificados os itens 6.6.1; 6.6.2; Anexo A – item 1.2 letra a) e Anexo D – cláusula quinta. Ressalta-se ainda a necessidade de atenção às retificações realizadas no dia 31de dezembro de 2014, nos itens 1.1.4, 2.1.3, 3.2.3, 6.2.2, 6.8.8, nas alíneas “h” do item 1.2 e “a” do item 2 do Anexo A do edital, e inclusão do item 6.7.8.

 

Agência Nacional do Cinema

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br