2 de fevereiro de 2015 - 07:50

Hospital de Trauma realiza campanha para aumentar estoque de sangue no Carnaval

O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, realiza nesta terça-feira (3), junto com Hemocentro da Paraíba, uma coleta de sangue com os funcionários, acompanhantes e voluntários da Cruz Vermelha, visando aumentar o estoque de sangue para o Carnaval, quando se observa um aumento da demanda. O objetivo é captar o máximo de sangue para atender os pacientes que dão entrada na unidade de saúde neste período.

A coordenadora do Núcleo de Estágio, Capacitação e Eventos – NECE, Efigência Lino, acredita que esta coleta vai trazer resultados positivos. “Esperamos nesta terça-feira, conscientizar as pessoas que podem ser doadoras a contribuir para um resultado efetivo na saúde do paciente que necessita desse sangue, salvando-os”, completou.

A coordenadora da Agência Transfusional do Trauma, a bioquímica Rosineide Soares Ribeiro Pontes, explica que em uma única doação é possível salvar até quatro vidas, uma vez que o material é separado em diferentes hemocomponentes: concentrado de hemácias (glóbulos vermelhos), concentrado de plaquetas, plasma e crioprecipitado que podem ser utilizados em diversas situações clínicas.

“De qualquer modo, é necessária a conscientização de que a doação de sangue precisa ser feita não apenas em épocas de campanhas para o reabastecimento de baixo estoque, mas durante todo o ano. O sangue doado tem sempre utilidade e nunca sobra, pelo contrário, faz falta”, completa a especialista.

Segundo a diretora-geral do Hemocentro, Sandra Sobreira, o órgão está trabalhando este mês com o estoque regular para baixo. O objetivo é resgatar o estoque de sangue armazenado de regular para alto. Estarão nesta terça-feira na unidade de saúde sete funcionários, entre eles, médico, assistente social e enfermeiros.

De acordo com Sandra Moreira, é importante desmistificar a crença de que a doação de sangue é útil para saber suas condições de saúde, por conta dos exames que são feitos. “O doador deve estar com um espírito totalmente altruísta”, diz ela. “Se a pessoa possui qualquer suspeita de ter algum problema de saúde, não deve tentar resolver isso doando sangue, pois, apesar de cômoda, essa atitude pode representar um risco a quem vai receber a transfusão. Recomendamos que ela consulte um médico e faça os exames necessários”, orientou.

 

Secom

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br