17 de junho de 2014 - 08:35

Sem Hulk, Brasil empata com México

Brasil e México fizeram um jogo muito disputado na Arena Castelão, em Fortaleza, que terminou empatado em 0 a 0. A Seleção Brasileira jogou melhor e só não saiu vencedora graças à espetacular atuação do goleiro mexicano Ochoa. As duas seleções chegaram a quatro pontos ganhos, mas o Brasil lidera porque tem melhor saldo de gols.

O jogo começou a mil, acelerado, em ritmo de disputa acirrada. Estimulados pelos torcedores, que gritavam o tempo todo – os mexicanos, em menor número, evidentemente, faziam ainda assim bastante barulho -, os jogadores disputavam cada bola, em cada centímetro do gramado, como se fosse a última.

A Arena em Fortaleza, a essa altura, virara um caldeirão. Jogo de Copa do Mundo, ao seu melhor estilo, com se fosse uma partida de final. Ânimos exaltados em campo, com os jogadores demonstrando excesso de vontade em alguns lances, mas com a bola rolando foi do Brasil a primeira oportunidade de marcar – Fred concluiu na rede pelo lado de fora.

Fred, inclusive, se movimentando bastante pelos lados da área, dava muito trabalho aos mexicanos e se tornava a melhor opção de gol do Brasil. O time de Felipão estava melhor, forçando o adversário a recuar, e rondava a sua área, mas sem conseguir levar muito perigo.

Perigo quem tentou levar, mas para Julio Cesar, foi o México. Herrera chutou forte, da entrada da área, a bola passou perto.

Foi a senha para o Brasil responder. Daniel Alves cruzou e Neymar só não fez o primeiro gol porque o goleiro Ochoa impediu com defesa espetacular. Fred, novamente ele, conseguiu se antecipar à marcação e cabeceou, mas Ochoa defendeu.

O jogo seguiu intensamente disputado. O México ameaçava com chutes de meia distância, mas o goleiro Ochoa foi quem evitou mais uma vez o gol do  Brasil, ao defender quase nos pés de David Luiz, com Paulinho também no lance pronto para marcar.

Felipão não hesitou em fazer uma mudança na volta para o segundo tempo, Tirou Ramires, que levara cartão amarelo, e pôs Bernard. Em seu primeiro lance, ao receber um passe em profundidade,o garoto com “alegria nas pernas” quase provocou o gol do Brasil: ganhou na velocidade dos marcadores e cruzou na medida, mas um zagueiro cortou antes de Neymar concluir.

Quando Felipão trocou Fred por Jô, aos 22 minutos, a seleção mexicana andava bem no jogo, atacando com frequência, levando perigo com chutes de fora da área.

Mas aí a Seleção Brasileira entrou com tudo no jogo novamente. Em uma verdadeira blitz, com uma sucessão de chutes, Daniel Alves e Neymar estiveram muito perto de marcar

O Brasil empurrou de vez o adversário para o seu campo. Perseguia o gol, impedia o México de jogar, e ia assim construindo lances de perigo. Em um deles, Jô recebeu de Neymar, mas o chute foi para fora – o atacante lamentou muito o gol que poderia ter marcado.

Faltavam nove minutos para o jogo acabar quando Felipão substituiu Oscar por William. O México já estava dominado, e a Seleção Brasileira partiu de vez para ganhar o jogo.

Em cobrança de escanteio, o capitão Thiago Silva subiu muito e testou com força – Ochoa apareceu de novo para impedir o gol do Brasil. O México andou também ameaçando, nos minutos finais, mas o 0 a 0 prevaleceu no placar.

 

 

 Assessoria CBF

 

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br