17 de abril de 2014 - 09:56

Operação rodoviária reforça fiscalização com 10 mil agentes

A Operação RodoVida Semana Santa 2014, cujo objetivo é reduzir o número de acidentes de trânsito nos feriados de Páscoa e Tiradentes, tem início marcado para esta quinta-feira (17). A ação conta com 10 mil agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em todo o País e concentra esforços dos ministérios das Cidades, Justiça, Saúde e Transportes.

De 2011 a 2013, a Operação RodoVida, realizada tradicionalmente durante as festas de fim de ano, férias de verão, Carnaval e Semana Santa, já conseguiu reduzir em 14,3 % o número de mortes nas estradas. A quantidade de feridos caiu 16,7% no mesmo período. Os acidentes diminuíram 10,7%.

A Operação RodoVida Semana Santa 2014 terá ações de conscientização, blitze com bafômetros, combate ao excesso de velocidade e fiscalização de motocicletas nas vias públicas municipais, estaduais e federais. A ação será integrada e envolverá Departamentos Estaduais de Trânsito (Detrans), Polícias Militares e Civis estaduais, órgãos municipais e estaduais de trânsito e concessionárias de rodovias.

Historicamente, Minas Gerais, Bahia e Paraná apresentam alto índice de mortos no feriado da Semana Santa. Nos últimos dois anos, 35% das vítimas de acidentes perderam suas vidas nesses três estados, que concentrarão os maiores esforços de fiscalização.

A PRF contará com 150 radares móveis espalhados pelas rodovias federais. Os radares são capazes de identificar os veículos acima da velocidade permitida mesmo a dois quilômetros de distância. A intenção é coibir o excesso de velocidade que, juntamente às ultrapassagens proibidas, somam mais de 40% das multas aplicadas pela Polícia Rodoviária Federal.

Além da velocidade excessiva, a PRF concentrará os seus esforços para coibir a ultrapassagem em locais proibidos. As duas infrações contribuem para ocorrência da colisão frontal, que é o tipo de acidente mais letal. Apesar de representar apenas 3% do total de acidentes, é responsável por 32% das mortes nas rodovias federais.

Proibição para veículos pesados
Para aumentar a fluidez do trânsito nas rodovias de pista simples – maior parte da malha viária nacional – o tráfego de treminhões e bitrens, veículos com dimensões excedentes e caminhões-cegonha, será restrito durante o feriado.

Nos dias e horários de maior movimento, esses veículos não poderão transitar, independentemente de estarem carregados e possuírem Autorização Especial de Trânsito (AET).

O motorista que descumprir a determinação será multado pela PRF. A infração é média, gera multa de R$ 85,13 e quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação. Além disso, o condutor será obrigado a permanecer com o veículo estacionado até o final do horário de restrição.

OPERAÇÃO SEMANA SANTA/TIRADENTES
 DIA DA RESTRIÇÃO HORÁRIO DA RESTRIÇÃO
17/04/2014 (quinta-feira) 16h às 24h
18/04/2014 (sexta-feira) 06h às 12h
21/04/2014 (segunda-feira) 16h às 24h

 

Cinema Rodoviário
Ações educativas nas rodovias federais irão sensibilizar motoristas e passageiros de seus papéis na construção de trânsito mais seguro. Em alguns postos, o condutor flagrado em infração será abordado e, enquanto aguarda a notificação, será convidado pelos policiais a assistir a vídeos que mostram comportamentos inadequados no trânsito e as consequências dessas condutas. Os motoristas terão, neste momento, a oportunidade de refletir e assimilar novos hábitos.

Parada – Um Pacto pela Vida
A Operação RodoVida integra o Pacto Nacional Pela Redução de Acidentes, criado em maio de 2011, com o objetivo de mobilizar agentes públicos e a sociedade para conscientizar motoristas sobre os riscos do desrespeito às regras do trânsito. O Parada foi uma resposta à decisão da Assembléia Geral da ONU, que proclamou o período de 2011 a 2020 como a Década Mundial de Ação pela Segurança no Trânsito.

O Pacto já apresenta números expressivos de redução de acidentes em estradas federais: no feriado da semana santa, a redução dos acidentes foi de 30% entre o período de 2011 a 2013; ao comparar o carnaval nos anos de 2011 e 2014, a redução foi de 28% dos acidentes.

Desde sua criação, foram produzidas mais de 30 campanhas com os temas: bebida e direção, motociclista, festa junina, lei seca, ultrapassagem perigosa, pedestres, ciclistas, motoristas profissionais, transporte clandestino, resgate de vítimas, entre outros.

Este ano, durante a Semana Santa será retomada a campanha Resgate, da operação RodoVida, com um vídeo em formato documental para mostrar o resgate de uma família envolvida em um acidente grave em Minas Gerais.

Aplicativo e internet
O Ministério das Cidades desenvolveu um aplicativo para celular chamado “Mãos no Volante”, que já tem mais de 58 mil usuários e bloqueia as chamadas e mensagens enquanto o motorista estiver dirigindo. O aplicativo responde com uma mensagem automática nesse caso.

O sucesso do Parada também chegou ao perfil do Facebook. É a página com maior número de seguidores do governo federal, com mais de 2,3 milhões de fãs.

Manutenção de rodovias e sinalização
Só neste ano, o Ministério dos Transportes deverá investir R$ 5,4 bilhões em manutenção das rodovias federais. Dos 55 mil quilômetros da malha federal sob jurisdição do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) – instituição vinculada ao Ministério dos Transportes-, 90% – 50 mil quilômetros – estão cobertos por contratos de manutenção.

O Programa Nacional de Segurança e Sinalização Rodoviária (BR-Legal), prevê a implantação de sinalização rodoviária e dispositivos auxiliares de segurança viária, com mais placas e faixas horizontais elaboradas com materiais de melhor qualidade, que serão perceptíveis pelo usuário tanto à noite como em intempéries, com o objetivo de proporcionar mais segurança ao motorista. Outro aspecto do BR Legal é a padronização da sinalização em todo o País. O BR Legal conta com 39,1 mil quilômetros contratados. E mais 8,6 mil quilômetros estão em procedimento licitatório.

Controle Eletrônico de Velocidade
Atualmente, 1.974 equipamentos de controle de velocidade operam em todo o país, por meio do Programa Nacional de Controle Eletrônico de Velocidade (PNCV). A previsão do DNIT é de que até o final de 2014 mais 1.026 equipamentos entrem em operação.

Saúde
Em dez anos, houve aumento de 42% no número de internações por acidentes de trânsito no Sistema Único de Saúde, passando de 102.007, em 2002, para 159.251, em 2012. Os acidentes de trânsito são a segunda causa de internação por trauma no SUS, atrás de quedas. Em 2012, as internações representaram custo de R$ 211 milhões. Dentre as vitimas, 78% são homens, principalmente jovens. Além disso, de acordo com dados no Sistema de Informação da Mortalidade (SIM), foram registradas 43.256 mortes no trânsito em 2011.

Para reduzir o número de óbitos nas estradas, o tempo de internação em hospitais e as sequelas decorrentes da falta de socorro precoce o Ministério da Saúde disponibiliza o SAMU 192. O serviço está presente em 2.741 municípios, atende 72,4% da população e funciona 24 horas por dia. O SAMU integra a Rede de Atenção às Urgências e funciona articulado com as 326 Unidades de Pronto Atendimento (UPA) existentes no país, além das 269 unidades de referência habilitadas em alta complexidade em traumatologia e ortopedia e dos 12 centros de referência para receber vítimas de acidentes de trânsito, totalizando 281 serviços.

Ministério da Justiça do Governo Federal

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br