4 de março de 2014 - 09:14

Uso da força militar na Ucrânia será a última coisa que faremos, diz Putin

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou nesta terça-feira (4), em entrevista a jornalistas em Moscou, que o uso da força militar será o último recurso a ser usado na Ucrânia. Putin disse, no entanto, que seu país tem o direito de utilizá-la.

Putin afirmou que o novo governo ucraniano chegou ao poder “pelas armas”, como resultado de um “golpe” inconstitucional.

Segundo o presidente russo, Viktor Yanukovich, destituído da presidência, “é o legítimo líder da Ucrânia”. “Yanukovich é certamente impotente na Ucrânia, mas legalmente falando, ele é o presidente legítimo do país”, disse Putin.

Vladimir Putin disse ainda que “o Parlamento ucraniano é parcialmente legítimo, mas que o atual presidente não é”.

O líder russo negou ainda que os homens fazendo a guarda de instalações militares na região ucraniana da Crimeia sejam soldados russos, apesar de estarem vestindo uniformes semelhantes aos russos.

“O mundo pós-soviético está cheio desses uniformes… esses são parte de forças de autodefesa locais”, argumentou.

Em fevereiro, Yanukovich foi deposto, um governo interino foi empossado e novas eleições foram convocadas, depois que manifestações populares tomaram o país após o governo anunciar sua decisão de não assinar um acordo de cooperação com a União Europeia.

Putin destacou que o povo ucraniano teve motivos legítimos para protestar contra o poder de Yanukovich, considerando a corrupção e outras falhas de sua presidência. Mas ele opôs-se à maneira “ilegítima” como ocorreu sua saída, “por atentar contra a estabilidade política no país”.

O presidente russo afirmou que o que acontece na Ucrânia pode ser uma substituição de um grupo de bandidos por outro, citando as nomeações de empresários que têm reputação questionável.

 

 

 

UOL

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br