13 de fevereiro de 2014 - 10:51

Dilma condena ato racista contra jogador brasileiro na Libertadores

Nesta quinta-feira (13), a presidenta Dilma Rousseff, por meio de sua conta oficial no Twitter, condenou as demonstrações racistas direcionadas ao jogador Tinga, do Cruzeiro (MG). “Foi lamentável o episódio de racismo contra o jogador Tinga, do Cruzeiro, no jogo de ontem, no Peru. Por isso, hoje o Brasil inteiro está fechado com o Tinga”, afirmou Dilma.

A presidenta também mencionou que já conversou com a ONU e a Fifa sobre o assunto e afirmou que não haverá esse tipo de comportamento durante a Copa do Mundo do Brasil.

“Acertei com a ONU e a FIFA, que a nossa #CopaDasCopas também será a #CopaContraORacismo. Porque o esporte não deve ser jamais palco para o preconceito”, disse Dilma.

Entenda

Na última quarta-feira (12), durante a partida entre o time brasileiro e o Real Garcilaso (PER), válida pela Copa Libertadores da América, o jogador sofreu com atitudes racistas, realizadas por parte da torcida peruana.

Depois que Tinga entrou em campo, era possível ouvir a torcida peruana imitando sons característicos de um macaco a cada toque na bola dado pelo atleta.

 
Portal Brasil

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br