22 de janeiro de 2014 - 10:26

Governo segue com reforma e Espaço Cultural já tem mais de 50% da obra concluída

O Governo do Estado realiza a primeira grande reforma da história do Espaço Cultural José Lins do Rêgo, que tem 32 anos de existência e é considerado um templo da cultura paraibana. Ao todo, serão investidos mais de R$ 28 milhões para a recuperação do local, inaugurado em abril de 1982. De acordo com relatório apresentado pelo engenheiro responsável, Márcio Ibrahim, as obras já ultrapassaram a barreira dos 50% e seguem em ritmo acelerado.

A substituição do teto é um dos setores mais adiantados e já está praticamente concluída. “Tivemos a liberação dos espaços em sua totalidade, podendo assim, iniciarmos a recuperação da Praça do Povo com substituição de seu piso. Iniciamos a elevação de inclinação da coberta com troca das telhas”, diz o relatório do engenheiro.

Os banheiros da Praça do Povo também estão em ritmo acelerado, assim como a Estação Ciência e o bloco administrativo, que precisam apenas de pequenos ajustes. Os serviços de pintura e recuperação da estrutura espacial já foram iniciados e locais a exemplos dos camarins do Teatro de Arena, escola de música e mini-auditórios já entraram em fase de conclusão. A execução da reforma é de responsabilidade de um consórcio formado pelas empresas Compecc, Contérmica e Ágape.

“Nós precisamos dar ao Espaço Cultural a sua devida importância. É o segundo maior centro cultural do mundo. Bem maior que o Centro Cultural de São Paulo, por exemplo”, disse o presidente da Funesc, Lau Siqueira. Ele reforça que no José Lins do Rêgo é possível encontrar verdadeiras preciosidades, a exemplo de documentos do ano de 1700 no Arquivo Histórico, obras valiosíssimas no acervo, uma biblioteca com 100 mil títulos, teatros, cinema, escolas de dança e música, planetário, entre outros equipamentos culturais.

“O grau de comprometimento desse equipamento por conta do abandono, já estava começando a colocar em risco a segurança do público. O Governador do Estado, Ricardo Coutinho, optou por investir pesado na recuperação desses equipamentos. A reforma do Espaço Cultural do Teatro Santa Roza, do Cine São José e do Teatro Íracles Pires é o maior investimento em cultura já visto na Paraíba. Agora poderemos fazer com a que a Paraíba retorne ao calendário dos grandes espetáculos”, enfatizou Lau Siqueira.

Novo cinema – Quando a reforma estiver concluída, o Cine Bangüê passará a ser apenas sala de concerto e vai funcionar como a sala oficial da Orquestra Sinfônica da Paraíba. Intervenções estão sendo feitas para que o Bangüê se torne um espaço adequado para receber esse segmento de apresentações.

Secom

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br