13 de janeiro de 2014 - 10:09

Campanha incentiva doações no Banco de Leite Humano

Devido as festas de final de ano e das férias, as doações de leite humano diminuem entre os meses de dezembro a março. Neste período, a queda da coleta chega a 20%, de acordo com Thaíse Ribeiro, diretora do Centro Estadual de Referência para Bancos de Leite Humano Anita Cabral, localizado no Complexo de Saúde Cruz das Armas, em João Pessoa. Para tentar atrair mais doadoras e aumentar o estoque, o Centro iniciou uma campanha.

As seis unidades hospitalares com leitos neonatais da Grande João Pessoa são o Instituto Hospitalar General Edson Ramalho, Maternidade Frei Damião, Hospital da Unimed, Hospital CLIM, Hospital Universitário Lauro Wanderley e Hospital Filantrópico Flávio Ribeiro Coutinho. Em período normal, essas unidades coletam, juntas, 200 litros de leite, com uma distribuição mensal de 180 litros para cerca de 300 receptores. “Esse volume ainda não atende 100% da demanda, sendo necessário o aumento da coleta em meses normais de doação, imagina tendo essa diminuição”, falou.

Segundo ela, cada vez mais aumentam a demanda e a necessidade da doação para atender com qualidade os recém-nascidos prematuros internos nos leitos neonatais da Paraíba. “Para estes bebês, o leite serve também como medicamento e vai interferir, consideravelmente, na melhoria do quadro clínico dessas crianças”.

O bebê da agente ambiental de saúde Maria Júlia, nasceu com sete meses, na Maternidade Frei Damião, na Capital. Graças ao leite doado que recebeu, ele está bem melhor. “O leite ajudou muito o meu filho. Ele se desenvolveu bem mais e agora eu queria muito doar, mas, infelizmente, não tenho leite suficiente”, disse ela.

Já o filho da secretária Joselita do Nascimento nasceu com nove meses. Como ela tem muito leite, além de alimentar o bebê dela faz doação. “Quando tive meu primeiro filho tinha tanto leite que fiz a doação para o bebê que estava muito doente e era filho de uma amiga. Graças ao leite que doei ele melhorou e sobreviveu. Por isso que agora faço questão de ser doadora para ajudar a salvar várias vidas”, falou.

Thaíse Ribeiro explicou que em janeiro e fevereiro, o apelo por doação será realizado na mídia. Em março, começará a organização da Semana Estadual de Leite Materno, que será entre os dias 19 e 24 de maio. Ainda no mês de março, serão feitas visitas junto às empresas que têm mães gestantes e em idade fértil, onde acontecerão atividades de promoção educativa. Serão feitas ainda ações no presídio feminino Júlia Maranhão, da Capital, junto à equipe de saúde daquela unidade. “A atividade foi iniciada no ano passado e a intenção para este ano é ampliar para os outros presídios femininos do Estado”, explicou.

O Centro de Referência para Bancos de Leite Humano Anita Cabral, da Secretaria de Estado da Saúde (SES), responde pelas políticas de bancos de leite humano do Estado desde 2004 e caracteriza-se por desempenhar funções comuns aos Bancos de Leite, por implementar as ações estratégicas definidas pela política pública para sua área de abrangência, por treinar, orientar e capacitar recursos humanos, por desenvolver pesquisas operacionais, por prestar consultoria técnica e dispor de um laboratório credenciado pelo Ministério da Saúde.

Atualmente, a Paraíba conta com seis Bancos de Leite Humano (BLH): dois em João Pessoa, e um em Campina Grande, Guarabira, Patos e Cajazeiras. A ação conta ainda com 18 postos de coleta de leite humano (PCLH), sendo sete em João Pessoa, dois em Santa Rita, um em Itabaiana, um em Guarabira, um em Solânea, três em Campina Grande, um em Santa Luzia, um em Sousa, um em Bonito de Santa Fé e um em Pombal.

Em 2013, foram coletados mais de seis mil litros de leite em todo Estado, doados por mais de 6.200 mães, tendo sido distribuídos, em média, cinco mil litros de leite pasteurizados para cerca de oito mil bebês. A meta da Secretaria de Estado da Saúde é que em cada ano essa coleta possa aumentar em 30% para que 100% dos bebês internos nos leitos hospitalares sejam exclusivamente assistidos com leite humano.

Para ser doadora, é só procurar o banco ou posto de coleta de leite humano mais próximo, estar saudável e amamentando o filho e ter excesso de produção de leite. O banco de leite se responsabiliza de ir até a casa da mãe, oferecer as orientações, entregar o material necessário para coleta (luvas, gorro, máscara e vidros estéreis) e, semanalmente, retornar para coletar a doação. O telefone do Banco de Leite Anita Cabral é 3215-6047.

Secom

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br