14 de novembro de 2013 - 10:00

Arranha-céu no Marco Zero marca renascimento de cartão postal de NY

Em uma manhã de muito sol e muito frio, com temperatura próxima de 0° C, nova-iorquinos e turistas se reuniram nesta quarta-feira para celebrar a abertura do 4 World Trade Center, primeiro arranha-céus a ser inaugurado no terreno onde ficava o World Trade Center original, destruído nos atentados de 11 de setembro de 2001.

Pouco antes das 11h, o trecho da rua Greenwich, no sul de Manhattan, onde fica o prédio, já estava repleto de moradores, visitantes, autoridades, jornalistas e trabalhadores que participaram da construção.

Apesar do frio, o clima era de festa, com lanches e bebidas distribuídos ao público e apresentação musical, em uma cerimônia que representa um marco na revitalização da área, abalada desde os ataques de 12 anos atrás.

“O 4 World Trade Center é um testamento da força e da resiliência dos nova-iorquinos”, disse o prefeito Michael Bloomberg.

“Ao abrirmos suas portas, este local se torna mais uma vez parte do crescimento contínuo de Nova York, reconectado com a cidade que o cerca e com todos aqueles que vivem, trabalham e visitam o sul de Manhattan.”

A cerimônia marcou também a reintrodução desta parte da rua Greenwich à paisagem da cidade pela primeira vez em meio século, desde o início da construção do World Trade Center original.

Complexo

A inauguração do 4 World Trade Center ocorre sete anos depois da abertura do 7 World Trade Center, torre de escritórios que faz parte do complexo mas está localizada fora do terreno do World Trade Center original – separada por uma rua.

No início de 2014, deve ser aberto o 1 World Trade Center, que na terça-feira foi confirmado como o prédio mais alto dos EUA. Também no próximo ano deve ser inaugurado o museu sobre o 11 de setembro.

Ainda estão previstos um terminal de transportes, com inauguração prevista para 2015, e outras duas torres de escritórios, a partir de 2016.

Com 72 andares, o 4 World Trade Center foi projetado com tecnologia verde e, segundo seu arquiteto, Fumihiko Maki, tem uma qualidade “minimalista”.

“O projeto do 4 World Trade Center tem dois elementos fundamentais. Uma torre minimalista, que adquire uma presença apropriada, tranquila mas com dignidade, e um podium que se transforma em catalizador para ativar a paisagem urbana que o cerca, como parte da revitalização do sul de Manhattan”, disse Maki.

Além de 56 andares de escritórios, o prédio terá cinco andares de lojas e restaurantes.

A reportagem subiu ao 68º andar e pode conferir a vista magnífica da cidade e dos outros projetos do complexo do World Trade Center, entre eles o 1 World Trade Center, na fase final de conclusão, e o memorial às vítimas dos atentados, aberto em 2011.

O desafio agora será ocupar os escritórios. Pouco mais da metade do prédio está alugada, tendo como inquilinos agências do governo. O restante permanece à espera de interessados, em um momento em que o mercado imobiliário da região registra grande oferta de imóveis comerciais de luxo.

“Os inquilinos que já alugaram escritórios deverão estar instalados dentro de um ano”, disse à BBC Brasil o presidente da empresa responsável pela construção da torre, Janno Lieber.

Sobre o restante do espaço disonível, ele disse esperar que esteja alugado dentro de cerca de três anos.

 

 

BBC Brasil

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br