6 de outubro de 2013 - 03:34

Chefe da Al Qaeda é capturado em operação dos EUA na Líbia

  • Associated Press/FBI

    Nazih Abdul-Hamed al Raghie, também conhecido como Anas al-Liby, foi detido em Trípoli, na LíbiaNazih Abdul-Hamed al Raghie, também conhecido como Anas al-Liby, foi detido em Trípoli, na Líbia

 

Forças americanas capturaram na Líbia o membro da rede Al-Qaeda Abu Anas al-Libi, procurado por suspeita de participação nos atentados às embaixadas dos EUA no Quênia e na Tanzânia, em 1998, informou uma fonte do governo dos EUA à rede CNN.

Ele teria sido “sequestrado” por homens armados, neste sábado, em Trípoli, disse à AFP uma pessoa próxima.

“Foi sequestrado perto de sua casa depois da oração do amanhecer por um grupo de homens armados”, confirmou essa fonte, que pediu para não ser identificada.

“Sua família está sem notícias dele desde de manhã”, acrescentou a mesma fonte.

A operação para Abu Anas al-Libi teria sido realizada com o conhecimento do governo líbio, de acordo com o funcionário americano.

Al-Libi, cujo verdadeiro nome é Nazih Abdul Hamed Al Raghie, de 49 anos, foi membro do Grupo Islâmico de Combate Líbio (GICL) antes de se incorporar à Al Qaeda. O objetivo do GICL era derrubar o regime de Muammar Gaddafi e, em seu lugar, instituir um Estado islâmico radical.

Segundo fontes ligadas ao caso, Abu Anas al-Libi voltou para a Líbia,depois da queda de Gaddafi, em 2011.

Essa ofensiva coincide com outra incursão dos comandos especiais americanos para prender um líder das milícias islâmicas somalis.

O governo americano chegou a oferecer recompensa de até US$ 5 milhões por Al-Libi, que está na lista dos mais procurados pelo FBI (a Polícia Federal dos Estados Unidos). Ele é acusado por um tribunal de Nova York de envolvimento nos atentados de 7 de agosto de 1998 contra as embaixadas dos EUA em Dar-es-Salaam e Nairóbi. Mais de 200 pessoas morreram em ambos os ataques.

 

 

 

UOL

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br