12 de setembro de 2013 - 11:06

Rússia poderia aumentar venda de armas a Teerã

MOSCOU – Um influente deputado russo, aliado do presidente Vladimir Putin, sugeriu nesta quarta-feira que a Rússia poderia aumentar as vendas de armamento para o governo iraniano ou rever sua cooperação com os americanos no Afeganistão caso os EUA lancem um ataque militar contra o regime sírio.

A Rússia é uma antiga aliada do Irã, principal país a apoiar a ditadura de Bashar Assad e maior antagonista do governo americano no Oriente Médio. O Kremlin construiu a primeira usina nuclear de Teerã e forneceu ao país persa baterias de defesa contra ataques aéreos.

Objetivo. Os comentários de Alexei Pushkov, líder da Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados da Rússia, parecem ser parte de uma estratégia para convencer os EUA a desistir de atacar a Síria em retaliação por um ataque com gás venenoso na periferia Damasco, que matou centenas de civis no dia 21 de agosto.

Pushkov endossou Putin ao dizer que a iniciativa da Rússia de levar a Síria, sua aliada, a desistir de suas armas químicas só terá sucesso se o governo americano e seus aliados rejeitarem o uso da força.

Num esboço sobre possíveis respostas no caso de a Síria ser atacada, Pushkov disse à Duma: “Isso incluiria a expansão da entrega de armas defensivas ao Irã e a discussão da possibilidade de rever nossa cooperação com os EUA no Afeganistão”.

O político não deu detalhes no pronunciamento aos deputados, que planejavam votar na noite de ontem uma resolução endossando a oposição de Putin aos ataques militares.

 

 

Estadão com REUTERS

 

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br