16 de agosto de 2013 - 04:24

Novo presidente do Paraguai diz não ter recebido carta de Maduro

O novo presidente do Paraguai, Horacio Cartes, disse que não recebeu a carta enviada pelo presidente venezuelano Nicolás Maduro em que ele pede o retorno do país ao Mercosul.

Segundo Cartes, a questão envolvendo a carta de Maduro foi “mais midiática” -não deixando claro se considera que o venezuelano capitalizou o tema com a mídia. “Também li que houve uma aparente carta, mas não recebi a carta, porque é mais midiática”, disse Cartes.

O documento, assinado por Maduro, foi considerado pelo governo brasileiro, uma “pista” de que os dois países poderiam estar no caminho da reconciliação.

No texto, o venezuelano diz que “o Paraguai é parte fundamental da grande família sul-americana” e que “é absolutamente necessária a sua reincorporação”.

Em sua primeira coletiva de imprensa como presidente, no entanto, Cartes adotou um tom conciliador e destacou a “pré-disposição” do Paraguai em conversar. “Para nós o Paraguai nunca saiu do Mercosul, mas não é o momento para entrar nessa briga”, disse.

Segundo ele, o problema que envolve a entrada da Venezuela e o retorno do Paraguai no bloco é “jurídico” e não “político”.

“A gente não tem problema com o ingresso da Venezuela. Tem um problema de interpretação [sobre o ingresso] que, para nós, [a decisão] tem que ser por unanimidade”, disse.

A entrada de Caracas foi aprovada no bloco em dezembro, quando o Paraguai estava suspenso e sem que o Protocolo de Adesão do país fosse aprovado pelo Senado paraguaio.

Quando o Paraguai já estava suspenso, os senadores chegaram a rejeitar, em votação, a adesão de Caracas –mas a decisão não foi nem considerada pelo bloco. Teoricamente, o Congresso paraguaio teria que, novamente, submeter à votação o Protocolo de Adesão no seu retorno ao bloco.

“Como vamos resolver isso juridicamente, deixamos nas mãos dos chanceleres”, disse.

Ele desconversou quando questionado se o retorno ao Mercosul poderia ser antes de dezembro, quando a Venezuela ainda estará na presidência temporária do bloco. “Depende de eles acharem uma maneira [de resolver o problema jurídico]. Vai demorar um pouquinho, porque eles têm que achar uma maneira”, disse.

 

 

Folha de S. Paulo

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br