28 de julho de 2013 - 09:52

Assembleia divulga gastos na internet e parlamentar diz que salário é justo

alpb
 
A deputada Daniella Ribeiro (PP) declarou que se for feito um comparativo dos salários dos parlamentares com um trabalhador que recebe um salário mínimo, pode-se considerar que a classe política tem uma boa remuneração. “Para um parlamentar que não se envolve com corrupção o orçamento é bem apertado”, afirmou Daniella Ribeiro (PP). Ela revelou que muitas vezes tira dinheiro do próprio bolso para atender as demandas da população. Já o deputado Lindolfo Pires (Democratas) acredita que o subsídio é condizente com os gastos que eles têm.
 
Daniella destacou que o salário de um deputado condiz com a realidade dele. “O que recebemos é justo”, afirmou. Ela ressaltou que o ideal seria que todas as categorias tivessem bons salários. “Não adianta ser hipócrita, pois sabemos que ninguém quer ganhar pouco”, frisou a deputada.
 
Para a deputada, é importante que os parlamentares tenham um bom salário para não darem margem a negociatas de influência. “É necessário que se tenha condições de arcar com todas as despesas do mandato para que este não venha a se tornar moeda de troca”, afirmou a Daniella Ribeiro.
 
O deputado Lindolfo Pires (Democratas) considera a remuneração de um deputado normal e necessária para a manutenção do mandato. “Nós precisamos fazer a divulgação do nosso trabalho. O que recebemos dá para realizar nossas atividades satisfatoriamente”, comentou.
 
Ele explicou que os R$ 30 mil que os deputados recebem de verba indenizatória é relativo a gastos que eles têm no decorrer de cada mês. “Tem mês que você gasta mais, tem outros que gasta menos e você é ressarcido destes gastos, desde que eles sejam devidamente comprovados”, ponderou Lindolfo.
 
ALPB divulga gastos na internet
 
O Portal da Transparência da Assembelia Legislativa da Paraíba foi instalado na última quinta-feira, a ferramenta está hospedada na página da Casa, na internet. Nela é possível acompanhar todos os gastos do Poder Legislativo e ainda consultar a remuneração de cada servidor, inclusive, dos parlamentares. Para isso, é necessário entrar no site da ALPB, clicar em transparência, em seguida deputados. Nesta opção também é possível verificar o valor da Verba Indenizatória de Atividade Parlamentar (VIAP).
 
O deputado Doda de Tião (PPL) disse que o Portal da Transparência é de extrema importância para dar mais credibilidade ao Poder Legislativo e também para deixar a população ciente de com é o funcionamento da Assembleia. “Ninguém está fazendo nada de errado, então estes dados devem ser disponibilizados, com toda certeza para a população”, comentou.
 
Com relação ao salário, Doda afirmou que, assim como os demais parlamentares, se fosse apenas cumprir com os compromissos pessoais e de família “dava de sobra”. “Mas temos que dividir com as bases, com as lideranças e com os companheiros que vestiram a camisa na campanha”, justificou. Ele disse ainda que se o parlamentar for econômico dá para sobrar um pouco. “Sabendo dividir direitinho sobra”, reforçou.
 
“O salário é muito bom, muito bom mesmo em comparação com o de outras categorias”. Esta é a opinião da deputada Gilma Germano (PPS) sobre o salário e os benefícios a que tem direito. Ela ressaltou que utiliza a verba indenizatória (R$30 mil) com alimentação, manutenção e aluguel de veículos, material de expediente, entre outros. “Todos os meus gastos são devidamente comprovados”, disse.
 
A deputada Léa Toscano (PSB), compactua da opinião da colega de parlamento Gilma Germano, quando o assunto é remuneração. Apesar de considerar que tem um bom salário, destacou que as despesas de um parlamentar são proporcionais aos ganhos.
 
“Eu tenho muitas despesas, pois visito todas as minhas bases e participo de vários eventos na minha área de atuação”, declarou Léa Toscano. Sobre o Portal da Transparência ela disse que a iniciativa da Assembleia é plausível “porque o deputado não tem o que esconder”, disse.
 
O deputado Carlos Batinga (PSC) defendeu que todos os poderes e órgão públicos disponibilizem seus gastos e remuneração dos servidores. “Os salários só, não, mas toda a movimentação dos gastos. Acho que isso é muito importante para a população”, frisou.
 
De acordo com o deputado, enquanto a política brasileira seguir um modelo “clientelista” os parlamentares devem ser bem remunerados. “De um lado está o clientelismo, do outro a grande dificuldade de acesso aos serviços públicos e nós é que somos acionados para sanar essa ineficiência do poder público”, disse Carlos Batinga.
 
Toinho gasta em programa social
 
O deputado Toinho do Sopão (PEN) declarou que o que recebe como parlamentar é suficiente para arcar com as despesas de gabinete e para manter os programas sociais que desenvolve em João Pessoa. “O meu dá, mas cada caso é um caso”, disse justificando que há deputados que têm muitos cabos eleitorais, vários prefeitos e vereadores para dar assistência.
 
“Tudo isso depende muito do jogo de cintura de cada deputado. Eu como não tenho nenhum desses consigo fazer muito bem o meu trabalho. Cada um faz o seu trabalho como pode, dentro da sua esfera e responsabilidades”, declarou Toinho.
 
 
 
Correio da Paraíba

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br