21 de junho de 2013 - 12:54

#OGIGANTEACORDOU

(Atos na capital e em Campina Grande foram pacíficos)

O protesto na capital paraibana, João Pessoa,  durou cerca de cinco horas e meia e os manifestantes percorreram aproximadamente 8,2 quilômetros pelas ruas da cidade, saindo do Centro até a praia. A multidão iniciou a concentração em frente ao Lyceu Paraibano por volta das 14h, saindo de lá às 16h para circular o anel interno da Lagoa do Parque Solon de Lucena.

Em seguida uma parte do grupo seguiu para a Praça João Pessoa, conhecida como Praça dos Três Poderes, onde ficam localizados os prédios da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), do Tribunal de Justiça do Estado e o Palácio da Redenção, sede do Governo da Paraíba. Depois de passar pela Praça dos Três Poderes a manifestação seguiu para a avenida Epitácio Pessoa, uma das principais de João Pessoa, em direção ao Busto de Tamandaré, na orla marítima.

No início do protesto, a Polícia Militar estimou um número de 10 mil pessoas na mobilização, mas ao longo do trajeto mais pessoas foram se juntando e segundo o General Francisco, secretário Executivo da PMPB, a contabilidade da Polícia é de que aproximadamente 22 mil pessoas participando da mobilização. Os números foram atualizados à 19h35.

De acordo com a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob), a manifestação chegou a ocupar duas faixas da avenida Epitácio Pessoa, por onde passou.

Até as 18h20 desta quinta-feira (20) a PM informou que não houve nenhuma ocorrência de maior gravidade, contudo, alguns atos isolados de violência foram registrados. No Centro de de João Pessoa, quatro adolescentes em duas motocicletas foram detidos após tentarem passar pelo meio da manifestação de moto. Nenhuma pessoa ficou ferida no incidente.

Uma loja nas proximidades do Tribunal de Justiça do Estado, no Centro, teve os vidros quebrados, pessoas também foram detidas. Ainda de acordo com o General Francisco, além da quebra da vidraça da loja, foram registradas algumas pichações, mas as pessoas foram identificadas e fotografadas, as imagens serão entregues à Polícia Civil para investigação.

Em Campina Grande  o protesto começou por volta das 16h30 e se encerrou por volta das 20h30, seguindo pelas principais ruas da cidade. A manifestação passou pelo Parque do Povo, local onde estão sendo realizados as principais apresentações do Maior São João do Mundo, e seguiu até o Açude Velho, onde dispersou.

Em vários pontos da cidade havia reforço policial, como em frente à Câmara dos Vereadores e na entrada do Parque do Povo, onde os manifestantes foram impedidos de entrar, mas o protesto seguiu pacificamente. Também em Campina a polícia não registrou incidentes graves.

Em pelo menos outros cinco municípios paraibanos no Sertão e Cariri estavam marcados atos de protesto. Na cidade de Pombal, no Sertão, a população foi às ruas protestar contra diversos aspectos, como a falta de investimentos nas áreas de saúde e educação e também contra a PEC 37. Uma pequena multidão que partiu da Praça do Centenário, no Centro da cidade e seguiu até a frente da Prefeitura,  onde entoou o Hino Nacional.

De acordo a polícia civil, uma manifestação tímida, com cerca de 50 pessoas, foi realizada no Centro da cidade de Patos, também no Sertão, nesta tarde. Mas um grande ato está programado para o próximo sábado (22) reunindo as cidades vizinhas.

As forças de segurança do Governo da Paraíba garantiram a integridade física dos manifestantes que participaram das passeatas nas cidades de João Pessoa, Campina Grande, Patos, Sousa, Solânea e Monteiro.

Dados da Polícia Militar da Paraíba estimam que 22 mil pessoas participaram do manifesto em João Pessoa. Em Campina Grande, 10 mil pessoas saíram às ruas. Na cidade de Sousa, Sertão Paraibano, dois mil manifestantes percorreram as principais ruas da cidade. Em Monteiro, cerca de 250 caminharam pelas ruas do município. As passeatas já foram encerradas nas cidades de Patos e Solânea.

Nesta quinta-feira (20), populares de mais de cem cidades em todo o Brasil saíram às ruas para protestar contra o transporte público, contra o mau uso dos recursos públicos.

 

Redação com Secom e G1 PB

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br