4 de junho de 2013 - 08:06

Inscrições para Sisu começam na próxima segunda-feira (10)

Os estudantes interessados no acesso à educação superior pública já podem conferir a oferta de vagas no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Ministério da Educação (MEC), para este segundo semestre. As inscrições serão abertas na próxima segunda-feira (10) e terminam na sexta-feira (14).

Na segunda edição deste ano, cada estudante poderá fazer até duas opções de curso. Serão 39.724 vagas, em 1.179 cursos, oferecidos por 54 instituições de educação superior públicas integradas ao Sistema. Os candidatos são selecionados com base nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

“O Enem é a principal porta de entrada para o ensino superior. Agora os estudantes têm a segunda oportunidade do ano para participar do Sisu. Vale lembrar que as cotas também valem para esta seleção”, informou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante.

De acordo com o edital publicado na segunda-feira (3), a partir do dia 10, e ao longo de todo período de inscrições, a classificação parcial e a nota de corte dos candidatos serão divulgadas no portal do sistema na internet. Na mesma página, o estudante pode tirar dúvidas sobre nota de corte, datas das chamadas, período de matrículas nas instituições, resultados e lista de espera.

O sistema ainda permite ao estudante localizar cursos e vagas por meio de pesquisa com a indicação do município, estado e da instituição de ensino. É possível ainda saber em quais instituições estão as vagas pretendidas.

 

Cronograma

O resultado final será divulgado no dia 17 de junho. A matrícula dos estudantes selecionados em primeira chamada deverá ser feita nos dias 21, 24 e 25. Os selecionados com base na segunda opção de curso ou que não atingirem a nota mínima em nenhum dos dois cursos escolhidos poderão permanecer no sistema e serão convocados na chamada seguinte, a partir do dia 1º de julho.

Quem não for selecionado em nenhuma das chamadas pode pedir inclusão em lista de espera. Os aprovados na primeira opção de curso serão automaticamente retirados do sistema e, caso não façam a matrícula na instituição para a qual foram selecionados, perderão a vaga.

 

Lei de Cotas

Em 2013, o Sisu se adequou à Lei de Cotas, que estabelece a reserva de vagas para estudantes que fizeram todo o ensino médio em escolas públicas e aos alunos de famílias de baixa renda. A norma prevê que as universidades públicas federais e os institutos técnicos federais reservem, no mínimo, 50% das vagas para estudantes que tenham cursado todo o ensino médio em escolas da rede pública, com distribuição proporcional das vagas entre negros, pardos e indígenas.

A lei determina, ainda, que metade das vagas reservadas às cotas sociais sejam preenchidas por alunos que venham de famílias com renda de até um salário mínimo e meio per capita. As instituições têm quatro anos para se adequar.

Pelas regras, os alunos de escolas públicas serão divididos em dois grupos, segundo a renda familiar, menor ou maior que 1,5 salário mínimo por pessoa. Esses grupos são separados em mais dois subgrupos, de acordo com a autodeclaração do candidato da cor da pele: o grupo de negros, pardos ou indígenas e os demais.

A reserva de vagas também se estenderá à lista de espera das instituições, que podem ainda aplicar regras de programas próprios de ações afirmativas, desde que os 50% definidos pela lei continuem assegurados.

Caso não haja aprovados suficientes para preencher as vagas destinadas a algum dos subgrupos previstos, elas poderão ser oferecidas aos demais subgrupos, na seguinte ordem de prioridade: primeiro, ao que possui a mesma faixa de renda, depois, a qualquer renda, priorizando os pretos, pardos e indígenas. Se o preenchimento não se der mesmo assim, as vagas são disponibilizadas aos demais candidatos.

 

Sistema de Seleção Unificada

O Sisu é o sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de educação superior oferecem vagas a candidatos participantes do Enem. Pode fazer a inscrição, o estudante que participou do Enem 2012 e obteve nota superior a zero na redação.

É importante lembrar o número de inscrição e a senha usados no Enem do ano passado, que são diferentes dos dados de outras edições. Caso o candidato não se lembre, deverá recuperá-la na página do Enem.

 

 
Ministério da Educação

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br