3 de maio de 2013 - 05:04

TJPB promove campanha de adoção na Paraíba

A presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, desembargadora Maria de Fátima Bezerra Cavalcanti, abriu a campanha de adoção da Comissão Estadual Judiciária de Adoção (Ceja), órgão da Corregedoria Geral de Justiça. O evento aconteceu na manhã desta sexta-feira (3), no Busto de Tamandaré, na orla da Capital, onde foi oferecido um café da manhã às mães que passaram no local.

“Para este ato não existem fronteiras” é o título da campanha do TJPB, que visa incentivar a adoção em todo o Estado.
A presidente Fátima Bezerra disse, na ocasião, que todas as iniciativas voltadas à adoção fazem parte de um trabalho amplo e contínuo, que não se limita às questões pessoais.

“Quem adota diz não ao preconceito, ao individualismo e à discriminação. Quem adota prova do amor incondicional e constrói uma nova família. O Tribunal tem o dever de continuar incentivando a adoção de nossas crianças e adolescentes”, disse a desembargadora Fátima Bezerra.

Para o corregedor-geral de Justiça, desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos, que também esteve presente na abertura da campanha “Para este ato não existem fronteiras”, esse compromisso faz parte da agenda positiva da Corregedoria. “Entendemos que tudo o que é bom tem que ter continuidade. O caso dessa campanha da Ceja, que já vem de outras administrações, terá sequência. Adotar, na minha opinião, é um ato de extremo amor ao próximo”, definiu o corregedor.

A Ceja, coordenada pela psicóloga Ana Cananéa, é responsável pelas habilitações de pretendentes estrangeiros à adoção. Contundo, esse setor da Corregedoria também promove, divulga, incentiva e estimula a adoção legal e de forma consciente.

O juiz Fabiano Moura de Moura, titular da 1ª Vara da Infância e Juventude de João Pessoa, afirmou que existem 1.000 processos de adoção tramitando só em sua unidade judiciária.

O magistrado também esclareceu que, além das ações de adoção, ainda existem os procedimentos de apadrinhamento, que consiste em um casal ficar com uma criança ou adolescente por um final de semana ou até durante um período de férias.

Opinião – A dona de casa, Dilza Cavalcanti, que prestigiou o início da campanha, classificou o trabalho como sendo de grande repercussão social. “O Tribunal de Justiça está de parabéns por se mostrar preocupado com os jovens e crianças que precisam ser adotados. Adotar é um ato de amor divino e grande responsabilidade”.

Campanha – Para que a Ceja pudesse escolher o tema da campanha de adoção “Para este ato não existem fronteiras”, e o desenho que ilustra as camisas e cartazes, foi preciso um trabalho nas escolas públicas e privadas na região metropolitana de João Pessoa. Depois dessas reuniões, 40 trabalhos foram inscritos.

O vencedor da frase é o aluno Williane Ribeiro Chaves, do 5º ano da Escola Estadual Gonçalves Dias, na Capital. O vencedor do desenho foi o estudante Fabrício Ferreira de França Soares, do 4º ano da Escola Estadual de Ensino Fundamental Coração Divino. Os prêmios serão entregues no segundo semestre.

 

 

Gecom

Outras Notícias

Últimas Notícias

© Copyright 2012 Portal Pedra Bonita - Email: contato@portalpedrabonita.com.br